Busca avançada
Ano de início
Entree

Matéria orgânica e dinâmica de carbono no sistema solo-planta-atmosfera em função de rotações de culturas em sistema semeadura direta

Resumo

A importância da matéria orgânica no solo (MOS) e suas funções são conhecidas e abordadas na literatura, porém, os processos que envolvem a sua dinâmica ainda precisam ser melhores esclarecidos, bem como os fatores que afetam o acúmulo e a qualidade da MOS. O objetivo deste trabalho é quantificar e qualificar a MOS em função das diferentes sucessões de culturas conduzidas em Sistema Semeadura Direta (SSD) relacionando com o aporte e qualidade dos resíduos produzidos. Além disso, objetiva-se estimar a necessidade de aporte de resíduos para cada sucessão de culturas visando manter ou amentar os estoques de C. A pesquisa será realizada durante os anos safra 2014/2015 e 2015/2016, em um Latossolo Vermelho conduzido em SSD desde de 2001, e que nos últimos nove anos foram mantidos tratamentos experimentais envolvendo diferentes sucessões de culturas. A área do experimento está localizada na Fazenda Experimental Lageado (FCA/Unesp, Botucatu). No outono-inverno são cultivados nas parcelas experimentais o sorgo granífero (Sorghum bicolor (L.) Moench), a braquiária (Urochloa ruziziensis (R. Germ. & C. M. Evrard) Crins), ou o consórcio de ambas, enquanto que na primavera cultiva-se nas subparcelas o milheto (Pennisetum glaucum L.), o sorgo forrageiro (Sorghum bicolor (L.) Moench) ou a crotalária júncea (Crotalaria juncea L.), sendo a soja (Glycine max (L) Merrill) cultivada no verão em área total. O experimento é conduzido em esquema de parcelas subdividas com quatro repetições. Serão realizadas amostragens ao longo do perfil de solo para análise dos teores e estoques totais de C e N. Em amostras de solo também serão analisados os teores de C e N microbianos, assim como o estudo do grau de labilidade e humificação da matéria orgânica do solo por meio de fracionamento físico e químico. As plantas serão analisadas quimicamente quanto aos teores de C e N, além de carboidratos estruturais. A palhada sobre o solo será amostrada para determinação da cobertura morta antecedendo a semeadura das culturas subsequentes. A emissão de CO2 será determinada e o índice de conservação de carbono calculado. Por fim, será feita a modelagem matemática da matéria orgânica do solo e os resultados comparados com dados obtidos. Os dados serão submetidos à análise de variância e ao teste t de comparação de médias ao nível de 5% de probabilidade de erro. Será realizada análise de correlação de Pearson entre as varáveis estudadas, principalmente para verificar a influência da quantidade e qualidade dos resíduos vegetais no acúmulo de MOS e das suas frações, assim como na emissão de C-CO2. (AU)