Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da função velofaríngea baseado em avaliação perceptiva e instrumental

Resumo

Indivíduos com fissura labiopalatina podem apresentar alterações de fala decorrentes da disfunção velofaríngea (DVF). Objetivo: Elaborar um protocolo para a classificação da função velofaríngea, cujas categorias sejam baseadas na combinação das características de fala decorrentes da DVF, aferidas na avaliação perceptivo-auditiva da fala e sua correspondência com a medida objetiva da dimensão do orifício velofaríngeo. Espera-se que este protocolo permita ao fonoaudiólogo prever a função velofaríngea do paciente a partir da presença ou ausência, e do grau das características de fala, aferidas perceptivamente, facilitando, assim, a indicação do tratamento mais adequado. Metodologia: Serão avaliados, aproximadamente, 80 pacientes, com fissura de palato reparada, acima de 6 anos. Os pacientes serão submetidos à avaliação aerodinâmica por meio da técnica fluxo-pressão para classificação da função velofaríngea, a partir da medida da área velofaríngea aferida durante a fala e, à gravação audiovisual de amostra de fala para o registro da hipernasalidade, emissão de ar nasal audível, ronco nasal, fraca pressão intraoral, articulação compensatória, mímica facial e teste do espelho. As amostras serão editadas e analisadas por três fonoaudiólogas para classificação dos sintomas de fala, por meio de consenso. O coeficiente de correlação de Spearman será utilizado para investigar a correlação entre as características perceptivas da fala e a classificação da função velofaríngea. Um modelo de regressão logística com essas variáveis será elaborado e testado a fim de se verificar sua aplicabilidade na previsão da falha velofaríngea. Os testes estatísticos serão analisados adotando-se nível de significância de 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)