Busca avançada
Ano de início
Entree

Proposta de visita de curta duração do Dr. Edward G. Rowan ao Brasil

Processo: 14/06385-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 01 de junho de 2015 - 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Lea Rodrigues Simioni
Beneficiário:Lea Rodrigues Simioni
Pesquisador visitante: Edward G. Rowan
Inst. do pesquisador visitante: University of Strathclyde, Escócia
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Eletrofisiologia  Transmissão sináptica  Neurotoxinas 

Resumo

O laboratório de Farmacologia da Junção Neuromuscular do Departamento de Farmacologia da Universidade Estadual de Campinas tem sido há mais de vinte e cinco anos uma referência nacional e internacional de pesquisa no campo da toxinologia. Possui infraestrutura para a realização de experimentos que envolvam a análise do mecanismo de ação de venenos, neurotoxinas e miotoxinas sobre o terminal nervoso motor e músculo esquelético. Recentemente, um novo e moderno setup de eletrofisiologia foi adquirido, sendo parte dos recursos financeiros provenientes da FAPESP, e está em fase de montagem e otimização técnica. Esse sistema permite a realização de experimentos eletrofisiológicos convencionais e experimentos para aquisição de correntes espontâneas e evocadas de músculos e células como as de Loose Patch Clamp, Current e Voltage Clamp além de Patch Clamp. A presença do Prof. Dr. Edward G. Rowan em nosso laboratório seria de grande valia para a conclusão da otimização técnica do novo setup de eletrofisiologia, uma vez que o referido Professor possui amplo conhecimento técnico-científico em eletrofisiologia intracelular e extracelular além de ser uma referência internacional no campo da toxinologia. Temos encontrado dificuldades técnicas para tornar esta nova unidade de eletrofisiologia funcional por se tratar de uma tecnologia de alto nível e procedimentos experimentais de alta precisão. Nossa colaboração com o toxinologista Prof. Dr. Edward G. Rowan iniciou-se em 2003 quando na ocasião um de nossos ex-alunos, o Prof. Dr. Chariston André Dal Belo (Docente na Universidade Federal do Pampa - Unipampa), teve a oportunidade de desenvolver parte de seu doutorado sob a orientação do referido pesquisador no Strathclyde Institute of Pharmacy and Biomedical Sciences da University of Strathclyde (Glasgow, Reino Unido). Os resultados deste trabalho foram publicados na Toxicon Belo CA et al., 2005, Toxicon 46, 736-750). Em 2013, nosso aluno de doutorado Rafael Stuani Floriano também teve a oportunidade de desenvolver parte de seus estudos no mesmo instituto sob orientação do Prof. Rowan. A fim de dar continuidade a esta produtiva parceria, o aluno Rafael Stuani Floriano também foi convidado pelo Prof. Rowan a voltar para seu laboratório na Escócia em 2015 no intuito de desenvolver parte de sua pesquisa no pós-doutorado ainda a ser iniciado logo após a defesa de sua Tese de doutorado prevista para julho deste ano. O Prof. Rowan é especialista no estudo de eletrofisiologia e sua pesquisa é centrada no estudo da ação farmacológica de venenos animais com particular interesse em neurotoxinas PLA2 que interferem sobre a liberação de neurotransmissores na junção neuromuscular de mamíferos. Possui mais de 70 artigos indexados ao PubMed sobre venenos animais e toxinas, e, portanto, a continuidade dessa colaboração representa uma grande oportunidade que certamente contribuirá para o enriquecimento da pesquisa brasileira e para a formação de recursos humanos na área de toxinologia. O nosso pedido justifica-se pelo amplo interesse de nosso laboratório em investigar o mecanismo de ação de venenos e toxinas de origem animal tanto em nível celular, bioquímico e molecular, sobre o sistema nervoso somático esquelético. Dessa forma a eletrofisiologia de alta precisão vem completar uma lacuna, como a única técnica passível de resolver a dinâmica da interação entre neurotoxinas e seus alvos moleculares, e os processos fisiopatológicos decorrentes dessa interação. O Prof. Rowan tem ampla experiência no uso de técnicas eletrofisiológicas tendo publicado vários artigos usando as técnicas de patch clamp. A vinda do Prof. Rowan para o Departamento de Farmacologia da Unicamp beneficiará não apenas os pesquisadores e alunos toxinologistas, mas também todo o departamento, uma vez que faz parte do programa a ser seguido pelo Professor, a introdução do uso da técnica de patch clamp na pesquisa desenvolvida pelos demais pesquisadores do departamento. (AU)