Busca avançada
Ano de início
Entree

Airkey: controle de acesso social utilizando dispositivos móveis

Resumo

É fato que computadores já são minoria de dispositivos conectados à internet, e este movimento tecnológico, no qual "coisas" passam a alojar computadores e se comunicarem pela Internet, é conhecido pelo termo "Internet das Coisas". Neste cenário, o número de dispositivos que utilizam a Internet para se comunicarem cresceria dos atuais bilhões para a casa dos trilhões. Este movimento pode ser observado no cotidiano, e alguns dispositivos já despontam como promessa em mercados extremamente novos como o dos weareable devices (dispositivos portáteis). Este projeto de pesquisa busca utilizar conceitos e tecnologias relacionadas à Internet das Coisas - ou loT - para desenvolver um sistema de controle acesso autônomo utilizando dispositivos móveis. O sistema em questão permitirá monitorar e controlar remotamente atuadores para abertura e fechamento de portas ou portões eletrônicos através de um aplicativo móvel, de forma social e integrada com outros serviços na web. O objetivo é projetar um sistema distribuído de dispositivos embarcados que se conectam a uma aplicação centralizada na nuvem. A interface dos usuários com este sistema será realizada através de dispositivos móveis, os quais também se comunicam com esta aplicação na nuvem. Estas três aplicações, neste projeto denominadas Aplicação Embarcada, Aplicação na Nuvem e Aplicação Móvel, deverão cumprir processos de forma sincronizada para controlar o acesso em diversas aplicações fim. Os principais desafios de pesquisa e desenvolvimento deste projeto estão relacionados à confiabilidade, segurança e escalabilidade do sistema final. Confiabilidade pois um sistema de controle de acesso deve operar mesmo em casos de ausência de rede e conectividade. Segurança, em dois sentidos, primeiro, pois o sistema não pode permitir invasões, e além disso, a troca de informações deve ser segura o suficiente para permitir que o sistema seja mantido e configurado remotamente. Por último, escalabilidade pois o design do sistema deve considerar uma grande quantidade de dispositivos conectados simultaneamente, os quais deverão ser monitorados e gerenciados pela Aplicação na Nuvem. Para a primeira etapa do projeto, espera-se como resultado componentes de software que provem a viabilidade técnica do projeto em 3 estudos de caso iniciais. Além da viabilidade técnica, será analisada viabilidade comercial do produto de acordo com a metodologia de Descobrimento de Clientes. Finalmente, uma análise financeira e econômica cumprirá os requisitos de solicitações de fomento posteriores e continuação do projeto no programa PIPE II. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)