Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da capacidade regenerativa endotelial do metabólito secundário anularina produzida pelo fungo Exserohilum rostratum

Processo: 14/19152-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Ana Olívia de Souza
Beneficiário:Ana Olívia de Souza
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia  Metabólitos secundários  Fibroblastos  Exserohilum rostratum  Regeneração (fenômenos biológicos) 

Resumo

O metabólito secundário, anularina FV3 obtido da cultura do fungo Exserohilum rostratum não apresenta ação antitumoral in vitro em células tumorais de leucemia humana K-562 e no melanoma murino B16F10. Entretanto, este composto induziu a proliferação de células endoteliais da veia do cordão umbilical (HUVECs) na proporção de cinco vezes em comparação com o grupo controle. Considerando estes dados prévios, e a perspectiva de aplicação biológica da anularina FV3, esta proposta tem como objetivo o estudo da resposta de proliferação celular induzida pela anularina FV3 em modelos da linhagem celular edotelial HUVEC e de fibroblastos normais (FN1) humanos com vistas a futuro emprego na regeneração e remodelagem de tecidos. O efeito da anularina FV3 será estudado (1) nas fases do ciclo celular por citometria de fluxo, (2) na expressão de receptores reguladores do ciclo celular, e (3) na formação do arranjo 3D em sistema de cultura organotípica do vaso endotelial e suas ramificações. Técnicas mais sensíveis e específicas como a "Real-Time PCR" e "Western blot" também serão usadas para confirmação e melhor compreensão dos resultados obtidos.O desenvolvimento desta proposta poderá contribuir para o entendimento do mecanismo de indução da proliferação/regeneração celular, e sua influência nas vias de sinalização celular que controlam a progressão do ciclo celular em células HUVEC e FN1, por ação da anularina FV3. Neste contexto, este estudo representa uma abordagem inovativa com possibilidade de aplicação biotecnológica do fungo E. rostratum, especificamente no uso de metabólitos secundários com a anularina FV3. (AU)