Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da ação de microrganismos probióticos sobre patógenos causadores de mastite em bovinos de leite

Processo: 13/26868-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Ismael Maciel de Mancilha
Beneficiário:Ismael Maciel de Mancilha
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Pesq. associados:Maria das Graças de Almeida Felipe
Assunto(s):Lactobacillus  Streptococcus  Staphylococcus  Mastite bovina  Probióticos  Bovinocultura leiteira 

Resumo

Estudo da ação de microrganismos probióticos sobre patógenos causadores de mastite em bovinos de leiteO leite é um produto de grande importância na alimentação humana, sendo consumido por indivíduos de todas as idades. A produção mundial de leite tem apresentado um crescimento significativo ao longo das últimas décadas, com ênfase para os sistemas de produção convencional e orgânico. A legislação brasileira tem sido modificada para adequar a cadeia produtiva, de forma a fornecer produtos lácteos de qualidade compatível com os padrões mundiais. Dentre os fatores que alteram a qualidade do leite destaca-se a sanidade do rebanho, sendo que a doença que causa maior impacto na qualidade e prejuízos à cadeia produtiva do leite é a mastite. A mastite consiste na inflamação da glândula mamária e é a doença com maior prevalência do rebanho bovino mundial. No protocolo de tratamento da mastite são utilizados antibióticos, substâncias que apresentam como principais desvantagens a seleção de cepas resistentes e o período de carência. Uma das alternativas para o tratamento da mastite consiste na utilização de produtos constituídos por espécies de microrganismos que apresentam propriedades probióticas. Desta forma, este trabalho tem como objetivo estudar o efeito antagônico de espécies com propriedades probióticas sobre espécies causadoras de mastite, visando o desenvolvimento de um método alternativo de prevenção e/ou cura da mastite. Para tanto, serão utilizadas 5 cepas de espécies de Lactobacillus, que, primeiramente, serão testadas individualmente e na forma de "pool" "in vitro" quanto ao seu poder de inibir o crescimento de patógenos causadores de mastite. As cepas que demonstrarem efeitos positivos de inibição serão empregadas no desenvolvimento de formulações para aplicação intramamária, as quais serão posteriormente avaliadas "in vivo".Palavras Chave: mast ite bovina, probióticos, Lactobaocillus, Staphylococcus aureus; Staphylococcus spp. (AU)