Busca avançada
Ano de início
Entree

Tolerância, imunogenicidade e manutenção da resposta imune à vacina tríplice acelular do adulto (DTPA) em adolescentes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV)

Processo: 13/21853-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Maria Isabel de Moraes Pinto
Beneficiário:Maria Isabel de Moraes Pinto
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Aida de Fatima Thome Barbosa Gouvea ; Fernanda Garcia Spina ; Maria Teresa de Sande e Lemos Ramos Ascensão Terreri ; Regina Célia de Menezes Succi
Assunto(s):Pediatria  HIV  Vacinação  Vacinas contra difteria, tétano e coqueluche acelular  Resposta imune 

Resumo

Apesar da expressiva queda da morbimortalidade de crianças e adolescentes infectados pelo HIV devido ao uso da terapia antirretroviral potente, ainda persiste uma maior suscetibilidade a doenças infecciosas e um comprometimento da resposta à vacinação nesta população. Como parte do esquema de vacinação do adolescente, a vacina tétano-difteria (dT ou dupla adulto) e, quando possível, a vacina tétano difteria coqueluche (dTpa ou tríplice acelular do adulto) são recomendadas aos 15 anos. Entretanto, pouco se conhece a resposta imunológica a estas vacinas na população adolescente infectada pelo HIV. Nesse trabalho, pretende-se avaliar a resposta imune celular e humoral à vacina dTpa em adolescentes infectados pelo HIV. Trata-se de estudo longitudinal prospectivo em que serão incluídos um grupo de adolescente infectados pelo HIV (HIV, n=30) e outro de adolescentes sadios (CONTROLE, n=40) pareados com o grupo caso por idade e gênero. Gravidez será considerada um critério de exclusão. Os indivíduos que tiverem esquema completo de pelo menos 3 doses de vacina de células inteiras difteria-tétano-pertussis e 2 reforços, sendo o último há pelo menos 5 anos e há menos de 11 anos e que concordarem a participar do trabalho receberão uma dose de vacina tríplice acelular do adulto (dTpa). Coletas de sangue serão realizadas para avaliação de marcadores imunológicos e resposta à vacina. No dia da vacinação (dia 0) será realizado teste de gravidez, hemograma, dosagem de carga viral de HIV, sorologia para tétano, difteria e coqueluche, avaliação da imunidade celular para tétano e imunofenotipagem de linfócitos. No dia 7, avaliação da imunidade celular para tétano e sorologia para os 3 antígenos. Dia 28, dosagem de carga viral, avaliação da imunidade celular para tétano e sorologia para os 3 antígenos. Nos meses 6,12, 24 e 36, será realizada sorologia para os 3 antígenos. Os resultados deste projeto indicarão como é a manutenção da vacinação primária à DTP e a resposta imune celular e humoral imediata após o reforço da vacina dTpa, bem como a persistência das resposta imune humoral no decorrer de 36 meses. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CANO MUNHOZ, LUIZ GUSTAVO; SPINA, FERNANDA GARCIA; MACHADO, DAISY MARIA; GOUVEA, AIDA; DE MENEZES SUCCI, REGINA CELIA; DIAZ, RICARDO SOBHIE; DE MORAES-PINTO, MARIA ISABEL. Prolonged Antiretroviral Therapy in Adolescents With Vertical HIV Infection Leads to Different Cytokine Profiles Depending on Viremia Persistence. PEDIATRIC INFECTIOUS DISEASE JOURNAL, v. 38, n. 11, p. 1115-1120, NOV 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.