Busca avançada
Ano de início
Entree

Integração de redes de sinalização celular e de reguladores de crescimento durante a embriogênese de araucaria angustifolia

Resumo

A embriogênese é um processo biológico complexo e altamente organizado e representa o papel central no ciclo de vida de um organismo. Em gimnospermas, os modelos de embriogênese zigótica e somática (ES), tem se mostrado promissores para estudos básicos em biologia celular, fisiologia e bioquímica, propagação massal clonal e estabelecimento in vitro de bancos de germoplasma. Apesar de bem estabelecida para algumas espécies de gimnospermas, a propagação clonal e a conservação ex situ de remanescentes de Araucaria angustifolia utilizando a técnica de ES, tem sido restringida pelo uso de condições subótimas durante o cultivo in vitro dos poliembriões somáticos. Uma das abordagens utilizadas para a correta manipulação dos embriões in vitro, tem sido baseada em estudos comparativos entre a embriogênese zigótica e somática. Dando prosseguimento aos estudos desenvolvidos no BIOCEL/IBUSP, ao longo dos últimos quinze anos, o presente projeto de pesquisa tem como objetivo geral integrar as plataformas transcriptômica e proteômica para estudo das rotas metabólicas de reguladores de crescimento e moléculas sinalizadoras durante a embriogênese de A. angustifolia. Para tanto serão utilizados parâmetros fisiológicos, bioquímicos, e moleculares, incluindo a utilização do banco de transcritos do desenvolvimento embrionário de A. angustifolia recentemente estabelecido (projeto FAPESP proc. 2011/51659-7). Os resultados obtidos serão utilizados para estudo de redes metabólicas envolvendo poliaminas, auxinas, etileno, óxido nítrico, espécies reativas de oxigênio, ácido abscísico e ácido salicílico. Estes estudos permitirão uma melhor compreensão dos aspectos básicos do processo de diferenciação celular vegetal in vitro e in situ, bem como informações relevantes para o estabelecimento de protocolos eficientes para a embriogênese somática de A. angustifolia. (AU)