Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da modificação por O-GlcNAcilação (O-GlcNAc) na liberação de mediadores inflamatórios e na função vascular de camundongos com síndrome da resposta inflamatória sistêmica (SIRS) e sepse

Processo: 14/08650-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:Rita de Cassia Aleixo Tostes Passaglia
Beneficiário:Rita de Cassia Aleixo Tostes Passaglia
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Mediadores da inflamação  Doenças cardiovasculares  Síndrome de resposta inflamatória sistêmica  Glucosamina  Sepse  O-GlcNAcilação 

Resumo

O processo de O-GlcNAcilação (O-GlcNAc) caracteriza-se pela adição de um açúcar simples [N-acetilglucosamina (GlcNAc)] ao complexo hidroxil (O) de resíduos de serina (Ser) e treonina (Thr) de proteínas nucleares e citoplasmáticas. O aumento da O-GlcNAc reduz a liberação de mediadores inflamatórios como interleucina1² (IL-1²), interleucina-6 (IL-6) e fator de necrose tumoral (TNF-±) bem como a ativação do fator nuclear kappa B (NF-ºB) em células do sistema imune. Na síndrome da resposta inflamatória sistêmica (SIRS, Systemic Inflammatory Response Syndrome) ou na sepse, resposta inflamatória sistêmica associada a infecção, os eventos iniciais envolvem a liberação de células inflamatórias, aumento dos níveis de citocinas e aumento da produção de espécies reativas de oxigênio (ERO). A hipótese do presente estudo é que o aumento da modificação por O-GlcNAc reduz os níveis de IL-1², IL-6 e TNF-±, ativação de NF-ºB e a produção de ERO em artérias de animais com SIRS/sepse, reduzindo as complicações cardiovasculares e os riscos de choque endotoxêmico/séptico. Utilizaremos como modelos experimentais animais com SIRS (endotoxemia moderada e severa), induzida pela administração de lipopolissacarídeo (LPS) e animais com sepse grave e moderada, induzida por ligadura e perfuração cecal. Os animais receberão injeções de glucosamina, inibidores da enzima OGA (os quais aumentam os níveis de proteínas modificadas por O-GlcNAc) ou veículo para determinação dos efeitos do aumento agudo de O-GlcNAc na sobrevida/mortalidade, na produção e liberação de citocinas por células inflamatórias e vasculares, na reatividade vascular e nas alterações de pressão arterial induzidas pela SIRS/sepse. A reatividade vascular será avaliada em anéis de aorta torácica e os níveis de citocinas/ativação de NF-kB serão determinados por ELISA e western blot. Este estudo apresenta relevância científica, uma vez que a O-GlcNAc é considerada mecanismo adicional de controle da sinalização intracelular e pela SIRS/sepse representar de 40% a 70% das causas de morte em pacientes hospitalizados em centros de terapia intensiva. Os estudos dos efeitos das modificações por O-GlcNAc em situações fisiopatológicas é essencial para o esclarecimento do papel desta modificação pós-traducional na evolução da SIRS/sepse. Este estudo abrange um conjunto de experimentos e estratégias experimentais (técnicas fisiológicas, farmacológicas, bioquímicas, celulares e moleculares) para definir os efeitos da O-GlcNAcilação sobre a SIRS/sepse. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.