Busca avançada
Ano de início
Entree

Consorciação de oleaginosas com cana-de-açúcar: desempenho agronômico e bases para simulação

Processo: 14/18912-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOEN - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Agrometeorologia
Pesquisador responsável:Felipe Gustavo Pilau
Beneficiário:Felipe Gustavo Pilau
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Pesq. associados:Fabio Ricardo Marin ; Luiz Roberto Angelocci ; Marcos Vinícius Folegatti
Bolsa(s) vinculada(s):15/05901-1 - Crescimento e produção das culturas oleaginosas e cana-de-açúcar em cultivos solteiros, BP.TT
15/07699-5 - Consorciação de oleaginosas com cana-de-açúcar: desempenho agronômico e bases para simulação, BP.TT
Assunto(s):Crescimento vegetal  Cana-de-açúcar  Consorciação de culturas  Plantas oleaginosas 

Resumo

Com foco no aumento da demanda mundial por biocombustíveis e na conjuntura atual do setor canavieiro, o delineamento de um sistema de produção alternativo com foco conservacionista e ganho competitivo quanto a demanda crescente por alimentos parece ser do interesse do agronegócio paulista. O projeto almeja avaliar crescimento, desenvolvimento, adaptabilidade e produção da canola e do crambe nas condições de São Paulo, e programar o estabelecimento de um sistema de produção consorciado dessas espécies com a cana-de-açúcar. Para tal fim serão instaladas unidades experimentais das oleaginosas e da cana-de-açúcar em cultivos solteiros, assim como áreas com os consórcios cana-de-açúcar + crambe e cana-de-açúcar + canola. Adicionalmente, medições caracterizarão as condições atmosféricas e de solo em cada sistema de produção. A partir dos resultados espera-se gerar novas propostas produtivas, que possam ocupar as áreas de reforma de canavial ou impróprias à cana-de-açúcar devido à mecanização da colheita, além de agregar produção de grãos oleaginosos nas próprias áreas canavieiras. Nesse sistema, o ciclo das culturas anuais acontecerá durante a rebrota e crescimento inicial das soqueiras, sem prejuízo posterior à cana. Os resultados serão ainda aplicados para estudos em modelagem de crescimento e desenvolvimento da cultura da canola, crambe e cana-de-açúcar em cultivos consorciados. (AU)