Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica do metabolismo dos metabólitos secundários de espécies de Asteraceae biologicamente ativas através de técnicas clássicas e atuais de espectrometria de massas e o potencial desenvolvimento de formulações tópicas para uso como antiinflamatório ou analgésico

Resumo

A história do desenvolvimento de fitoterápicos no país ainda apresenta nível de sucesso abaixo do esperado. Um dos únicos exemplos de sucesso foi o desenvolvimento de um medicamento a partir dos constituintes voláteis da erva baleeira (Cordia verbenacea). Isso só foi possível em virtude do sólido conhecimento científico em pesquisa básica previamente disponível na literatura e a dedicação inicial de pesquisadores que procuraram desenvolver em conjunto pesquisa básica e a aplicada. Seguindo esse modelo de associação entre pesquisa básica e aplicada a presente proposta pretende agregar pesquisadores das áreas de Fitoquímica, Farmacologia e Tecnologia Farmacêutica visando estudar plantas da família Asteraceae. Esta família compreende 17 tribos, dentre as quais está inserida a tribo Vernonieae que apresenta muitas espécies endêmicas do Brasil. Entre as espécies medicinais endêmicas do país destacam-se as do gênero Lychnophora (Vernonieae), conhecidas pelos nomes vulgares de "arnica-brasileira", "arnica-da-serra" e "falsa-arnica". Apresenta-se com acentuado micro endemismo aos complexos rupestres de altitude do cerrado brasileiro. Lychnophora ericoides é a espécie mais utilizada na medicina popular, dentro do gênero, na forma de extrato hidroalcoolico para tratamento de inflamações. Os óleos essenciais das folhas de L.ericoides apresentam uma grande diversidade de metabólitos secundários pertencentes à classe dos terpenos. A atividade destes óleos essenciais já foi observada em ensaios de avaliação do potencial acaricida e ainda sugerem ter a capacidade citotóxica frente a linhagens de células B16 de melanoma humano segundo os mais recentes ensaios realizados por nosso grupo de pesquisas e ainda não publicados. A literatura aponta uma ocorrência de derivados de bisabolanos em óleos essenciais de L. ericoides, sendo que dentre eles há ocorrência do a-bisabolol, um hidroxi-bisaboleno com estrutura ainda não totalmente elucidada, de amplo espectro bioativo. O presente projeto propõe a investigação dos teores destes compostos em cinco diferentes populações de Lychnophora que ocorrem em Minas Gerais e Goiás, além de outras espécies de Asteraceae que demonstrarem potencial em acúmulo de compostos com esqueleto bisabolano. Esta investigação fitoquímica visa determinar qual destas populações possui a maior capacidade biosintética de produzir em quantidade e diversidade estrutural estes sesquiterpenos. Portanto, para alcançarmos o sucesso esperado a equipe deverá trabalhar de forma integrada, com uma forte vocação para a pesquisa básica, mas na fase final pretende-se trabalhar um pouco mais com a pesquisa aplicada como mostra o esquema organizacional. Ao final pretende-se focar na publicação de artigos científicos de qualidade e a redação de ao menos uma documentação para solicitação de pedido de patente. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DEMARQUE, DANIEL P.; CROTTI, ANTONIO E. M.; VESSECCHI, RICARDO; LOPES, JOAO L. C.; LOPES, NORBERTO P.. Fragmentation reactions using electrospray ionization mass spectrometry: an important tool for the structural elucidation and characterization of synthetic and natural products. NATURAL PRODUCT REPORTS, v. 33, n. 3, p. 432-455, . (14/20302-4, 13/20094-0, 14/23604-1, 14/50265-3, 14/18052-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.