Busca avançada
Ano de início
Entree

Espectrometria de massa de aerossóis na Amazônia

Processo: 14/50297-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Convênio/Acordo: University of Manchester
Pesquisador responsável:Paulo Eduardo Artaxo Netto
Beneficiário:Paulo Eduardo Artaxo Netto
Pesq. responsável no exterior: James Donald Allan
Instituição no exterior: University of Manchester, Inglaterra
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/05014-0 - GoAmazon: interação da pluma urbana de Manaus com emissões biogênicas da Floresta Amazônica, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Espectrometria de massas  Aerossóis  Compostos orgânicos voláteis  Material particulado  Análise de dados  Química atmosférica  Amazônia 

Resumo

Partículas de aerossóis secundários produzidos da oxidação química de compostos orgânicos voláteis representam uma área fundamental onde temos muitas incertezas na poluição do ar, meteorologia e na ciência do clima. De particular interesse são os aerossóis produzidos a partir de isopreno, produzido naturalmente em grandes quantidades por florestas tropicais, e como estes processos são influenciados por emissões antropogênicas. A região de Manaus é um local ideal para estudar estes efeitos, na parte central da floresta amazônica. Muitos processos foram desvendados pela equipe da Universidade de São Paulo nos últimos anos usando espectrometria de massa de aerossóis! Durante o período intensivo do experimento. GoAmazon, somente alguns processos de formação de aerossóis orgânicos estão sendo estudados. Estamos propondo realizar medidas com o novo instrumento da Universidade de Manchester, o Filter Inlet for Gases and Aerosols Chemical lonisation Time of Flight Mass Spectrometer (FIGAERO-TOF-CIMS). Este instrumento é capaz de medir espécies orgânicas nas fases gasosas e de particuiado simultaneamente, e com alto grau de seletividade. Estas medidas fornecerão detalhes essenciais nos processos de formação de aerossóis secundários na Amazônia. Enquanto outros grupos têm operado estes instrumentos em florestas boreais e temperadas, não há medidas com este instrumento em florestas tropicais. Este projeto abrirá caminhos para novas iniciativas de pesquisas entre a Universidade de Manchester e a Universidade de São Paulo para olharmos os processos químicos neste meio ambiente em mais detalhes. Estamos solicitando recursos para a realização destas medidas e para nos reunirmos para análise de dados conjunta em Manchester e São Paulo. Conjuntamente iremos explorar novas direções em processos de química atmosférica e propriedades de aerossóis na atmosfera de regiões tropicais. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RAP, A.; SPRACKLEN, D. V.; MERCADO, L.; REDDINGTON, C. L.; HAYWOOD, J. M.; ELLIS, R. J.; PHILLIPS, O. L.; ARTAXO, P.; BONAL, D.; COUPE, N. RESTREPO; BUTT, N. Fires increase Amazon forest productivity through increases in diffuse radiation. Geophysical Research Letters, v. 42, n. 11, p. 4654-4662, JUN 16 2015. Citações Web of Science: 30.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.