Busca avançada
Ano de início
Entree

Manejo do ambiente e do solo para o cultivo de folhosas no verão

Processo: 14/19267-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2015 - 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Andréia Cristina Silva Hirata
Beneficiário:Andréia Cristina Silva Hirata
Instituição-sede: Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Manejo e tratos culturais  Horticultura  Hortaliças folhosas  Plantio direto  Plantas daninhas  Verão 

Resumo

A olericultura tem como desafio aumentar a produtividade de folhosas no verão, principalmente em regiões de clima quente como o Oeste do estado de São Paulo. Algumas técnicas podem ser utilizadas para reduzir a temperatura do ar e do solo, como o uso de telas de sombreamento e o plantio direto em palha de plantas de cobertura. Estudos do desempenho de folhosas no verão sob malhas de sombreamento associado a um manejo sustentável do solo, assim como a adaptabilidade de cultivares dessas folhosas ao plantio direto em plantas de cobertura são questões que precisam ser estudadas para a cultura na época do verão em regiões de clima quente. Os objetivos deste projeto são: i - avaliar manejos do ambiente (níveis de sombreamento) associados ao manejo do solo (com ou sem canteiro) no desempenho produtivo das hortaliças folhosas alface e cebolinha e ii - avaliar a adaptabilidade de diferentes cultivares de alface e rúcula ao plantio direto em palha de B. ruziziensis no verão, assim como o impacto destas técnicas na produtividade da cultura, incidência de plantas daninhas e temperatura do solo. Serão realizados quatro experimentos no esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. Nos experimentos 1 (alface) e 2 (cebolinha) será avaliado o desempenho dessas folhosas em diferentes manejos do ambiente (pleno sol, aluminet®, tela preta 35% e 50%), nas parcelas e nas subparcelas dois manejos do solo (com ou sem canteiro). No experimento 3 serão avaliados dois manejos do solo na parcela (plantio direto em palha de B. ruziziensis ou convencional sem palha) e quatro cultivares de alface tipo crespa (Solaris, Vanda, Amanda e Vera) nas subparcelas, em dois cultivos sucessivos na mesma área. No experimento 4 serão avaliados dois manejos do solo na parcela (plantio direto em palha de B. ruziziensis ou convencional sem palha) e três cultivares de rúcula (cultivada, selecta e folha larga) nas subparcelas. Os dados serão submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. (AU)