Busca avançada
Ano de início
Entree

Exigência nutricional, comportamento alimentar, temperamento animal, eficiência alimentar, parâmetros metabólicos, qualidade da carcaça e da carne de bubalinos em condições tropicais

Processo: 14/05473-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de fevereiro de 2015 - 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Andre Mendes Jorge
Beneficiário:Andre Mendes Jorge
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Cristiana Andrighetto ; Flávio Dutra de Resende ; Humberto Tonhati ; Lucia Maria Zeoula ; Luciana Francisco Fleuri ; Otávio Rodrigues Machado Neto ; Paulo Roberto de Lima Meirelles ; Reinaldo Fernandes Cooke ; Roberto de Oliveira Roça ; Vânia Maria de Vasconcelos Machado
Bolsa(s) vinculada(s):18/25939-1 - Eficiência alimentar, comportamento ingestivo, temperamento e parâmetros metabólicos de bubalinos de três grupos genéticos no pós-desmama, BP.PD
18/22288-0 - Manejo nutricional, sanitário e de bem-estar de bubalinos nos moldes de um projeto de pesquisa, BP.TT
16/17991-8 - Estimativa do peso do corpo vazio de bubalinos de três grupos genéticos, BP.IC
+ mais bolsas vinculadas 16/12275-2 - Manejo nutricional, sanitário e de bem-estar de bubalinos nos moldes de um projeto de pesquisa, BP.TT
16/01109-4 - Validação de sistema de alimentação eletrônico para avaliação do consumo alimentar de bubalinos em sistema de pastejo, BP.MS
15/04542-8 - Consumo alimentar residual (CAR) e digestibilidade da dieta de bubalinos de três grupos genéticos na fase de crescimento em confinamento, BP.MS - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Composição corporal  Necessidades nutricionais  Tomografia computadorizada  Consumo alimentar residual  Qualidade da carne  Bovinos  Ovinos 

Resumo

Há um interesse cada vez maior na utilização do consumo alimentar residual (CAR) como uma medida de eficiência alimentar em bovinos e ovinos em crescimento. Entretanto, as bases biológicas da variação do CAR em bubalinos são desconhecidas. Objetiva-se com esse estudo inédito avaliar em bubalinos a eficiência alimentar e suas correlações fenotípicas com parâmetros metabólicos, digestão do alimento, comportamento e características de carcaça e da carne. O delineamento experimental será inteiramente casualizado. Ao total serão 4 Experimentos desenvolvidos em 4 anos (um a cada ano), sendo o último ano (5° ano) utilizado para a análise de amostras, análise estatística e publicações dos dados. No Experimento I (Ano 1; duração: 231 dias; composto de 3 etapas) serão utilizados 75 bubalinos (25 animais de cada raça: Jafarabadi, Mediterrânea e Murrah) machos não-castrados nascidos e desmamados em 2014, com peso e idade média de 180 kg e 210 dias, respectivamente. As etapas correspondem em: 1-determinar o consumo e comportamento alimentar individual (GrowSafe); 2-ensaio de digestibilidade; 3-determinar a exigência nutricional de cada raça. Serão realizadas avaliações de ultrassonografia, bem como, avaliações biométricas, de escore corporal e de temperamento animal. As pesagens serão realizadas diariamente por meio de balanças automáticas acopladas a sensores (Sistema DeLaval). Amostras de sangue serão coletadas para avaliação de parâmetros metabólicos, comportamentais e para avaliação de marcadores que caracterizam desempenho. Serão realizadas mensurações da EGS e AOL; coletadas amostras da secção HH e da carne (LD) para a avaliação dos parâmetros de qualidade. No Experimento II (Ano 2; duração: 231 dias; composto por 3 etapas) 2 etapas serão semelhantes ao ano anterior (Experimento I), porém, na terceira etapa os animais serão classificados de acordo com o CAR determinado na primeira etapa. Serão utilizados 120 animais (40 de cada raça) machos não castrados. Serão realizadas as mesmas coletas de dados do experimento I a fim de aumentar a confiabilidade dos resultados. Com o Experimento III (Ano 3; duração: até atingirem o peso de abate determinado nos experimentos I e II) objetiva-se a validação dos resultados dos experimentos I e II por meio de 3 diferentes sistemas de produção: 1-Pasto+Confinamento; 2-Pasto com suplementação; 3-Confinamento. As dietas serão formuladas utilizando-se os resultados de exigência nutricional obtidos nos dois primeiros experimentos (ano 1 e 2). Serão utilizados 108 animais (36 de cada raça; 12 animais de cada raça/sistema de produção). Serão realizadas avaliações de ultrassonografia, avaliações biométricas, de escore corporal e temperamento animal. As pesagens serão realizadas a cada 28 dias (animais no pasto) ou diariamente por meio de balanças acopladas a sensores (animais confinados). Amostras de sangue serão coletadas para avaliação de parâmetros metabólicos, comportamentais e para avaliação de marcadores que caracterizam desempenho. Serão realizadas mensurações e coletas de amostras para avaliações da qualidade da carne similares aos experimentos I e II. O Experimento IV (Ano 4; duração: até atingirem o peso de abate determinado nos experimentos I e II) será semelhante ao ano anterior (Experimento III), bem como, terão as mesmas coletas de dados a fim de aumentar a confiabilidade dos resultados. Os dados serão analisados com os procedimentos REG, MIXED e CORR do SAS (SAS Institute Inc., Cary, NC, USA), submetidos à análise de variância e à comparação de médias pelo teste de Student de Newman Keuls ao nível de 5% de probabilidade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pós-doutorado em nutrição de búfalos na Unesp com bolsa da FAPESP 
Pós-doutorado em Zootecnia com Bolsa da FAPESP