Busca avançada
Ano de início
Entree

Ações da ouabaína na memória e na resposta ao estresse: influência da Na,K-ATPase na modulação das vias NF-kB/CREB- Wnt -BDNF e glicocorticoide / corticotrofina no sistema nervoso central

Processo: 14/05026-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2015 - 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Cristoforo Scavone
Beneficiário:Cristoforo Scavone
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Elisa Mitiko Kawamoto Iwashe
Assunto(s):Neurofarmacologia  Ouabaína  ATPases transportadoras de cálcio 

Resumo

A enzima Na+, K+-ATPase (Sódio Potássio Adenosina Trisfosfatase) é uma proteína de membrana que além de seu papel regulatório na homeostasia iônica, possui um papel na transdução de sinal e na ativação da transcrição gênica. Na presença da ouabaína (OUA), esteróide cardiotônico endógeno, a Na+,K+ - ATPase é capaz de promover a oscilação nos níveis de Ca2+ intracelular, e de ativar a via da Src quinase, com consequente transativação do receptor de fator de crescimento epidermal (EGFR), e da via da MAPK (proteína quinase ativada por mitógeno), que por sua vez pode ativar vários fatores de transcrição, tais como NFkB (fator de transcrição nuclear kappa B). O NFkB regula a expressão de genes que controlam a morte celular programada, a adesão celular, a proliferação, a inflamação e o remodelamento tecidual. Uma vez ativada, a via do NFkB parece ser capaz de modular a ativação de outras vias de sinalização, como a via canônica da Wnt (Wnt/b-CATENINA). Recentemente, dados da literatura têm mostrado que a ativação de receptores de EGF pode levar a transativação da ²-CATENINA nuclear, modulando o efetor da via canônica da Wnt, sem necessariamente levar a ativação desta via através de seus receptores Frizzled. Dados prévios obtidos em nosso laboratório mostram que após 1 hora da infusão de OUA a via do NFkB está ativa, e que após 10 horas é possível verificar aumento da fosforilação da proteína GSK-3², sendo que após 24 horas verifica-se aumento da translocação nuclear da Wnt-b-CATENINA. Estudos recentes no nosso laboratório mostram aumento de arborização dendrítica em CA1 após uma única infusão de OUA. Portanto, pretendemos estudar as alterações cognitivas associadas com este efeito da OUA assim como verificar qual das vias de sinalização acima citadas e que isoformas da Na,K-ATPase tem maior importância para tal processo. Estudos mostram ainda que a OUA interfere no transporte do hormonio liberador de corticotrofina (CRH) para a circulação sistêmia e que esse digitálico é liberado em momentos diferentes da corticosterona durante o estresse agudo, indicando assim, um possível papel rugulador para a OUA durante sintuações de estresse. Apesar destes resultados relacionando a participação da OUA durante o estresse agudo, não existe dados na literatura sobre sua participação no estresse crônico. Diante disso, pretendemos investigar o efeito molecular do tratamento crônico com ouabaína no eixo HPA de ratos expostos ao estresse crônico imprevisível. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KINOSHITA, PAULA F.; YSHII, LIDIA M.; ORELLANA, ANA MARIA M.; PAIXAO, AMANDA G.; VASCONCELOS, ANDREA R.; LIMA, LARISSA DE SA; KAWAMOTO, ELISA M.; SCAVONE, CRISTOFORO. Alpha 2 Na+,K+-ATPase silencing induces loss of inflammatory response and ouabain protection in glial cells. SCIENTIFIC REPORTS, v. 7, JUL 7 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.