Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de maturadores na qualidade tecnológica, componentes metabólicos, poder calorífico do palhiço e residualidade de produtos em cana-de-açúcar

Processo: 14/22585-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOEN - Regular
Vigência: 01 de março de 2015 - 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Marcelo de Almeida Silva
Beneficiário:Marcelo de Almeida Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Carlos Alexandre Costa Crusciol ; Edivaldo Domingues Velini ; Giuseppina Pace Pereira Lima
Assunto(s):Manejo e tratos culturais  Cana-de-açúcar  Maturação vegetal  Crescimento vegetal  Fisiologia vegetal  Resíduos químicos 

Resumo

Os maturadores químicos são uma ferramenta fundamental, no manejo de variedades de cana-de-açúcar para incrementar a qualidade da matéria prima. Esses maturadores têm diferentes mecanismos de ação na planta, alguns são reguladores de crescimento e outros paralisam totalmente o crescimento vegetal, de acordo com as subdoses utilizadas, mostrando alteração no balanço do metabolismo da planta. Dentro dessas alterações podem modificar propriedades fisiológicas (clorofila), enzimáticas (invertases), bioenergéticas (Celulose, lignina, hemicelulose), tecnológicas (Pol% cana), assim como químicas e/ou físicas. Essas modificações ou alterações podem ser a curto ou longo prazo segundo a interação da fisiologia da planta, ambiente e residualidade ou degradação do produto. De acordo ao exposto, é importante a determinação da residualidade ou degradação dos maturadores durante o período de ação na maturação da cana-de-açúcar até o momento da colheita, para garantir matéria prima inócua para a produção de açúcar ou como bebida popular no Brasil (garapa), cumprindo com normas nacionais e internacionais sobre Limites Máximos Residuais (LMRs), além de garantir efeito residual na mesma planta que pode afetar a produtividade seguinte da cana-de-açúcar. Sendo assim, será conduzido nos anos agrícola 2014/2015 e 2015/2016 um experimento em cana planta e cana soca na Usina da Barra, pertencente ao Grupo Raízen, município de Barra Bonita-SP. Para verificar os efeitos de três maturadores em diferentes doses na variedade RB966928 no inicio da safra, os maturadores Glyphosate, Sulfometuron metil e Trinexapac etil serão aplicados aos 60 dias antes da colheita (DAC), e com amostragens aos 0, 15, 30, 45, 60 dias após da aplicação (DAA). O delineamento experimental utilizado será blocos casualizados com parcelas subdivididas e quatro repetições. Para verificar os efeitos no metabolismo da planta em pré e pós colheita serão avaliados os parâmetros fisiológicos (clorofila a e b, total e razão a/b, índice SPAD), tecnológicos de produção de cana-de-açúcar (POL, BRIX, ATR, ART, TCH, TPH), bioquímicos (Invertases: SAI e NI, SS e SPS), químicos (glyphosate, AMPA, ácido chiquimico, sulfometuron metil, trinexapac etil), bioenergéticos (lignina, celulose, hemicelulose e fibra) e fatores de crescimento (Altura e número de perfilhos). Os resultados permitirão concluir e conhecer o efeito da aplicação destes produtos maturadores químicos, as doses e épocas de amostragem sobre os parâmetros fisiológicos, tecnológicos, bioquímicos, energéticos e químicos e sua degradação na planta por meio da residualidade. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.