Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento físico na hipertensão, enrijecimento arterial e atrofia muscular induzidos por dexametasona: papel do estresse oxidativo

Processo: 14/23229-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2015 - 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Sandra Lia do Amaral Cardoso
Beneficiário:Sandra Lia do Amaral Cardoso
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Pesq. associados:Carlos Ferreira dos Santos ; Valdecir Farias Ximenes
Bolsa(s) vinculada(s):16/03289-0 - Papel do sistema renina-angiotensina e do sistema nervoso simpático na hipertensão induzida por dexametasona: efeitos preventivos do exercício físico, BP.TT
15/05278-2 - Papel do sistema renina-angiotensina e do sistema nervoso simpático na hipertensão induzida por dexametasona: efeitos preventivos do exercício físico, BP.TT
Assunto(s):Fisiologia do exercício  Espécies de oxigênio reativas  Hipertensão  Pressão sanguínea  Glucocorticoides  Dexametasona  Sistema musculoesquelético  Atrofia muscular 

Resumo

A dexametasona (DEX) é amplamente utilizada na clínica devido a seu potente efeito antialérgico e anti-inflamatório, contudo o seu uso crônico pode provocar diversas alterações metabólicas e hemodinâmicas importantes. Tem sido demonstrado que o tratamento com DEX contribui para o desenvolvimento de hipertensão arterial (HA) e atrofia muscular, contudo os mecanismos responsáveis por esses efeitos ainda não são totalmente compreendidos. Demonstramos recentemente que o aumento de pressão arterial induzido pela DEX parece não envolver o sistema renina angiotensina, neste sentido outros mecanismos merecem ser avaliados, uma vez que tem sido demonstrado que 20% das pessoas tratadas com corticoides desenvolvem HA. Estudos sugerem que um possível mecanismo, comum para HA e atrofia muscular, seja um desequilíbrio entre produção e remoção de espécies reativas de oxigênio (EROS). Inversamente, o treinamento físico aeróbio contínuo (TFa) e resistido (TFr) têm sido recomendados como co-adjuvantes no tratamento da HA e patologias que envolvem atrofia muscular, no entanto, se seus efeitos estão associados a uma melhora do balanço redox ainda não é conclusivo. Assim, o objetivo geral do presente estudo será investigar se a hipertensão arterial e a atrofia muscular, induzidas pela DEX, estão ocorrendo por um desequilíbrio entre produção e remoção de EROS e se a atenuação destes efeitos colaterais pelo TF está associada a um melhor balanço redox nestes animais. Para responder a estes questionamentos este projeto irá associar técnicas funcionais (pressão arterial e avaliação do enrijecimento arterial) e estruturais (razão parede-luz das arteríolas e área de seção transversa). Estes medidas serão associadas com avaliações moleculares, tanto gênicas quanto proteicas dos parâmetros responsáveis pelo balanço redox e atrofia muscular em ratos sedentários e treinados na esteira ou na escada, tratados ou não com DEX. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
JESUS, ISLEY; HERRERA, NAIARA A.; ANDREO, JESUS C.; SANTOS, CARLOS F.; AMARAL, SANDRA L. Training counteracts DEX-induced microvascular rarefaction by improving the balance between apoptotic and angiogenic proteins. Steroids, v. 156, APR 2020. Citações Web of Science: 0.
FABRICIO, MAYARA F.; JORDAO, MARIA T.; MIOTTO, DANYELLE S.; RUIZ, THALLES F. R.; VICENTINI, CARLOS A.; LACCHINI, SILVIA; SANTOS, CARLOS FERREIRA; MICHELINI, LISETE C.; AMARAL, SANDRA L. Standardization of a new non-invasive device for assessment of arterial stiffness in rats: Correlation with age-related arteries' structure. METHODSX, v. 7, 2020. Citações Web of Science: 0.
DUCHATSCH, FRANCINE; CONSTANTINO, PAULA B.; HERRERA, NAIARA A.; FABRICIO, MAYARA F.; TARDELLI, LIDIELI P.; MARTUSCELLI, ALINE M.; DIONISIO, THIAGO J.; SANTOS, CARLOS F.; AMARAL, SANDRA L. Short-term exposure to dexamethasone promotes autonomic imbalance to the heart before hypertension. JOURNAL OF THE AMERICAN SOCIETY OF HYPERTENSION, v. 12, n. 8, p. 605-613, AUG 2018. Citações Web of Science: 0.
HERRERA, NAIARA A.; JESUS, ISLEY; DIONISIO, EVANDRO J.; DIONISIO, THIAGO J.; SANTOS, CARLOS F.; AMARAL, SANDRA L. Exercise Training Prevents Dexamethasone-induced Rarefaction. Journal of Cardiovascular Pharmacology, v. 70, n. 3, p. 194-201, SEP 2017. Citações Web of Science: 2.
HERRERA, NAIARA A.; JESUS, ISLEY; SHINOHARA, ANDRE L.; DIONISIO, THIAGO J.; SANTOS, CARLOS F.; AMARAL, SANDRA L. Exercise training attenuates dexamethasone-induced hypertension by improving autonomic balance to the heart, sympathetic vascular modulation and skeletal muscle microcirculation. Journal of Hypertension, v. 34, n. 10, p. 1967-1976, OCT 2016. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.