Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo e viabilização de novos paradigmas de concentração e identificação parasitária

Processo: 14/50393-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de março de 2015 - 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Jancarlo Ferreira Gomes
Beneficiário:Jancarlo Ferreira Gomes
Empresa:Immunocamp Comércio de Produtos Hospitalares Ltda
Município: Vinhedo
Auxílios(s) vinculado(s):16/50501-4 - Estudo e viabilização de novos paradigmas de concentração e identificação parasitária, AP.PIPE
Assunto(s):Parasitologia  Doenças parasitárias  Técnicas e procedimentos diagnósticos  Laboratórios hospitalares  Exames médicos  Flotação  Parasitos 

Resumo

As enteroparasitoses são altamente prevalentes no mundo, estando atualmente entre as maiores causadoras de doenças e óbitos em seres humanos, especialmente em regiões do planeta de climas tropical, subtropical e equatorial, incluindo o Brasil. Para a detecção destas afecções, são empregados procedimentos técnicos laboratoriais, os quais mostram-se basicamente constituídos por técnicas convencionais e kits comerciais, cujos, em conformidade com a literatura científica, demonstram de baixa a moderada sensibilidade diagnóstica, que pode oscilar de 30,2% a 77,8%. Os erros de procedimento, tais como, forma incorreta de coleta de material fecal, escolha indevida de técnica parasitológica e uso de reagentes químicos de alta saturação (densidade específica), e, bem como também, de interpretação estariam diretamente relacionados com a falta de eficácia desta diagnose. Diante do exposto, e tendo em vista dar prosseguimento a uma grandiosa linha de pesquisa multidisciplinar e permitir aumentar a eficiência desta modalidade de diagnóstico, o objetivo precípuo do presente programa de pesquisa seria por meio do estudo e viabilização de um princípio de separação de misturas para a detecção de parasitos fecais humanos, com a aplicação de maneira inédita da flotação, com a utilização de ar dissolvido e aditivo específico em suspensão fecal, gerando, assim, bolhas que viessem aderir nas membranas externas de parasitos, sem alterá-los, arrastando-os à superfície de interesse de um recipiente por empuxo, livres de impurezas fecais. Nesta circunstância, utilizar-nos-íamos do estudo e viabilização de uma unidade prototípica de Flotação por Ar Dissolvido (FAD). Como resultados esperados e impactos, nos mercados nacional e internacional, esta nova modalidade de diagnóstico, seja por meio da diagnose individual (análise individual), em substituição as técnicas convencionais e kits comerciais, ou acoplada ao sistema DAPI, seria única no mundo e, certamente, viria inovar a forma de como este diagnóstico laboratorial tem sido realizado há décadas. Decerto esta nova forma de diagnóstico possibilitará a liberação do exame por meio de imagem, com ganho de produtividade e com redução considerada da utilização de materiais de consumo e permanente. Este avanço diagnóstico possibilitará ainda recuperar a credibilidade da classe médica sanitarista ao exame parasitológico de fezes, de maneira a repercutir na redução do uso empírico e indiscriminado de medicamentos antiparasitários. A se confirmar o sucesso do estudo de viabilização e das fases posteriores (fases 2 e 3) da atual proposta de trabalho, esperamos causar impacto na área da parasitologia clínica diagnóstica, contribuindo de forma inovadora a um exame de uso constante de grande parte da população brasileira e mundial, refletindo, desta maneira, favoravelmente à credibilidade diagnóstica aos laboratórios de análises clínicas, público e privado, além de programas governamentais, de modo a resultar em contribuição social. (AU)

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

Solicitação em análise e dentro do prazo legal de sigilo previsto na legislação BR1020150325630 - Immunocamp Ciência e Tecnologia ; Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) . Solicitação em análise e dentro do prazo legal de sigilo previsto na legislação - 22 de dezembro de 2015