Busca avançada
Ano de início
Entree

Ocorrência de retinocoroidite atribuível à toxoplasmose e seus fatores de risco, em Cássia dos Coqueiros, São Paulo

Processo: 14/23171-8
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2015 - 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Maria de Lourdes Veronese Rodrigues
Beneficiário:Maria de Lourdes Veronese Rodrigues
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Afonso Dinis Costa Passos ; Jayter Silva de Paula ; João Marcello Fortes Furtado ; Rodrigo Jorge ; Valdes Roberto Bollela
Assunto(s):Oftalmologia  Toxoplasmose  Fatores de risco  Doenças da coroide  Epidemiologia 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:epidemiologa | Fatores de Risco | retinocoroidites | toxoplasmose | Oftalmologia

Resumo

Sabe-se que a incidência toxoplasmose é maior no Sul do Brasil, especialmente no norte do Rio Grande do Sul, mas não se sabe ao certo se esse padrão de prevalência aumentada ocorre em outras áreas do país. O comprometimento ocular na toxoplasmose manifesta-se, principalmente, pela retinocoroidite cujo diagnóstico é feito com base na aparência característica da lesão retiniana, associado à positividade da sorologia para a toxoplasmose, sem levar em consideração o seu título. Objetivos: Os principais objetivos do estudo são: determinar a prevalência de pacientes com sorologia positiva (IgG e/ou IgM) para toxoplasmose; determinar a frequência de lesões oculares atribuíveis ao T. gondii em pacientes soropositivos; avaliar o grau de acometimento da visão central nos pacientes afetados; e caracterizar esta população em relação a variáveis epidemiológicas, socioeconômicas, comportamentais e demográficas. Método: Os testes sorológicos para toxoplasmose serão realizados por reação de imunofluorescência indireta. O exame oftalmológico será realizado em todos os pacientes com sorologia positiva para investigar a presença de eventuais lesões sugestivas de toxoplasmose (ativas ou cicatriciais). Casuística: Serão incluídos no estudo, indivíduos residentes em Cássia dos Coqueiros, SP, participantes de projeto populacional (Processo HCRP 3915/2010 - "Banco de Soros Humanos de Cássia dos Coqueiros, São Paulo), que tiverem sorologia positiva para toxoplasmose e concordarem em participar. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE ANGELIS, RAFAEL ESTEVAO; VERONESE RODRIGUES, MARIA DE LOURDES; COSTA PASSOS, AFONSO DINIS; BOLLELA, VALDES ROBERTO; FREITAS E SILVA, MILENA SIMOES; VIEIRA, BARBARA REGINA; DE LUCENA, MOISES MOURA; MORALLES, THAIS DAVID; VICENTE, LUCIANA DE MORAIS; ROCHA, GUTEMBERG DE MELO; et al. Frequency and visual outcomes of ocular toxoplasmosis in an adult Brazilian population. SCIENTIFIC REPORTS, v. 11, n. 1, . (14/23171-8)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.