Busca avançada
Ano de início
Entree

Distúrbios do movimento relacionados ao sono: interfaces entre exercício físico e metabolismo do ferro

Processo: 14/19212-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2015 - 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Andrea Maculano Esteves
Beneficiário:Andrea Maculano Esteves
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Pesq. associados:Adriana Souza Torsoni ; Fúlvia de Barros Manchado Gobatto
Assunto(s):Atividade motora  Exercício físico  Distúrbios do sono  Síndrome das pernas inquietas  Ferro na dieta  Modelos animais 

Resumo

A Síndrome das Pernas Inquietas (SPI) é uma patologia multifatorial, onde cerca de 1/3 de seus casos é secundário a outras condições, tal como a gravidez. Os fatores de risco para o aumento de incidência da SPI em gestantes que têm sido mostrados nos estudos incluem entre outros a anemia, visto que a deficiência de ferro (DFe) durante a gravidez pode ter consequências graves para a mãe e seu bebê. Além de um aumento do risco de baixo peso ao nascer e aumento da morbidade e mortalidade, também há sequelas em longo prazo como déficits cognitivos e alterações de comportamento. Por outro lado, existem evidencias na literatura que a prática de atividade física apresenta propriedades neuroprotetoras, modulando diferentes funções cerebrais. Assim, o objetivo principal do presente estudo é avaliar em ratas prenhes e sua prole, as relações entre exercício físico e a dieta alimentar de ferro (suplementação e restrição) em parâmetros relacionados ao sono e atividade locomotora, bem como o envolvimento do sistema dopaminérgico após a prática do exercício físico realizado na prole. Para a realização deste estudo ratas Wistar prenhes serão distribuídas em grupos que receberão dietas controle, suplementação e restrição de ferro durante o período de prenhez e um teste de avaliação locomotora e comportamental será realizado nesse momento (Open Field). Após o desmame, a prole de cada grupo será distribuída em um grupo que realizará exercício físico e outro sedentário. Avaliações de sono (Polissonografia), comportamento, atividade locomotora (Open Field) e análise da expressão gênica e conteúdos proteicos do receptor dopaminérgico D2, DAT, TH e hepicidina serão realizadas após 8 semanas de treinamento físico (natação). Neste contexto, se torna importante observar o quanto uma situação externa (exercício físico) pode reverter alterações no padrão de sono da prole oriundas das manipulações realizadas nas mães (dieta de ferro), visto que essas novas investigações irão contribuir para uma imagem mais clara do que constitui o complexo fenótipo da SPI. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ESTEVES, Andrea Maculano. . 2019. Dissertação de Mestrado.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.