Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de células frescas do ligamento periodontal e da polpa e o efeito de biomodificador visando a regeneração dos tecidos periodontais

Processo: 14/06799-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2015 - 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Mario Taba Junior
Beneficiário:Mario Taba Junior
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Regeneração tecidual guiada periodontal  Polpa dentária  Ligamento periodontal  Expressão gênica  Terapia baseada em transplante de células e tecidos 

Resumo

A periodontite é uma doença inflamatória crônica, multifatorial, altamente prevalente na população, que compromete os tecidos de suporte dos dentes gerando sequelas de difícil resolução, mesmo com as mais modernas técnicas regenerativas. A terapia celular parece ser uma alternativa promissora e as células indiferenciadas do ligamento periodontal (PDLSC) e polpa dentária (DPSC) têm demonstrado grande potencial terapêutico. No entanto, estímulos adequados de biomodificadores pode aumentar o potencial de diferenciação celular. A proteína derivada da matriz do esmalte (EMD) é um tipo de biomodificador que promove a regeneração do periodonto através da formação de novo cemento, porém a sua associação com células frescas do ligamento periodontal e da polpa dentária ainda não foi explorada. Sabe-se que EMD pode estimular a diferenciação odontoblástica e osteoblástica das células da polpa dentária em cultura. Assim, o objetivo deste estudo é identificar marcadores de superfície para células mesenquimais indiferenciadas imediatamente após coleta destes tecidos, através de citometria de fluxo, e avaliar o potencial osteogênico do ligamento periodontal e da polpa dentária obtidos de dentes recém extraídos, assim como observar os efeitos da associação destes tecidos com EMD, através da análise da expressão gênica e protéica. Além disso, através de modelo experimental em calvária de ratos, será avaliado o potencial osteogênico destes tecidos associados a EMD. (AU)