Busca avançada
Ano de início
Entree

X Conferência Brasileira de Mídia Cidadã e V Conferência Sul-americana de Mídia cidadã

Processo: 15/01550-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 22 de abril de 2015 - 24 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação - Teoria da Comunicação
Pesquisador responsável:Maria Cristina Gobbi
Beneficiário:Maria Cristina Gobbi
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Movimentos sociais  Cidadania  Tecnologias da informação e comunicação  Democracia participativa  Jornalismo cidadão  Economia criativa  Eventos científicos e de divulgação 

Resumo

É no cenário de desigualdades sociais e resistências sociais que está sendo desenhado um novo conceito de mídia, mais acessível, onde antigos consumidores passam a ser protagonistas das notícias, possibilitando o desenvolvimento de uma mídia inclusiva. Neste contexto e com a perspectiva de conhecer mais sobre essa temática que ocorrerá em Bauru, entre os dias 22 a 24 de abril de 2015, a X edição da Conferência Brasileira de Mídia Cidadã e a V Conferência Sul-Americana de Mídia Cidadã, na UNESP/FAAC. BREVE HISTÓRICO: As Conferências Brasileiras de Mídia Cidadã tiveram início em 2005, quando a primeira foi realizada, em São Bernardo do Campo, São Paulo, pela Cátedra Unesco/Umesp de Comunicação para o Desenvolvimento Regional. O intuito, naquele momento, era o de esboçar um mapa do sistema brasileiro de mídia cidadã. Desde então, nossas reflexões têm como mote o princípio universal do direito à comunicação, já reconhecido mundialmente; direito que ainda não está assegurado devido a fatores políticos, econômicos e sociais. A exclusão social, agravada pela qualidade da Educação, restringe ainda mais esse direito, dificultando o acesso aos meios e, sobretudo, à produção de conteúdo por parte dos diferentes grupos sociais. Na sociedade midiática, a cidadania inclui não só o acesso à informação, mas sua compreensão, assumindo também o protagonismo como agente nos processos de comunicação. Depois da realização da V Conferência Brasileira de Mídia Cidadã, em 2009, em Guarapuava, Paraná, pela Universidade Estadual do Centro-Oeste, foi criada a Rede Brasileira de Mídia Cidadã que, a partir desse momento, passa a figurar como co-realizadora, juntamente com a Cátedra Unesco/Umesp de Comunicação para o Desenvolvimento Regional, das Conferências Brasileiras de Mídia Cidadã. A partir de 2010, quando foi realizada, em Pato Branco, Paraná, pela Fadep, os encontros nacionais passaram a ser denominados também Conferências Sul-Americanas de Mídia Cidadã. (AU)