Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do laser de baixa intensidade e do plasma rico em plaquetas em dentes reimplantados tardiamente: análise histológica, imunohistoquímica e por microtomografia computadorizada

Resumo

O melhor tratamento para dentes permanentes avulsionados é o reimplante imediato, porém, quando o dente permanece fora do alvéolo por longo período, o prognóstico pode ser prejudicado. Condutas têm sido realizadas na tentativa de melhorar os problemas decorrentes de reimplantes tardios. A laserterapia, devido à sua propriedade anti-inflamatória, e o plasma rico em plaquetas (PRP), devido à liberação de fatores de crescimento, tem sido utilizados a fim de melhorar danos teciduais e auxiliar o processo de reparo. Em vista disso, o objetivo desse estudo será avaliar os efeitos da laserterapia, da aplicação do PRP e da associação de ambos sobre o reimplante tardio de incisivos superiores de ratos, de acordo com diferentes condições endodônticas. Sessenta e cinco incisivos centrais direitos dos animais serão divididos em doze grupos experimentais, onde haverá sua avulsão e submissão a um dos protocolos de tratamento, e reimplantados após 40 minutos, e grupo controle onde o dente não receberá avulsão nem tratamento algum (n=5). Cada protocolo de tratamento será de acordo com a condição da cavidade pulpar (manutenção da polpa, preenchimento com hidróxido de cálcio ou preenchimento com PRP) e tratamento do alvéolo/periodonto (coágulo ou PRP com ou sem laserterapia). As avaliações serão realizadas por meio de análise histológica, imunohistoquímica e por microtomografia computadorizada (micro-CT). As avaliações histológica e imunohistoquímica serão realizadas no período experimental de 30 dias e a micro-CT será realizada no período imediato e 30 dias após o reimplante. Os dados obtidos serão submetidos aos testes estatísticos apropriados, com nível de significância 5%. (AU)