Busca avançada
Ano de início
Entree

Genômica da conservação em copaíba (Copaifera langsdorffii Desf.) em diferentes formações vegetacionais da região Centro-oeste do estado de São Paulo

Resumo

A destruição dos ecossistemas brasileiros está entre as mais alarmantes questões de conservação nacionais e internacionais. Para a preservação destes biomas e das espécies nativas neles encontradas é necessário não só a conservação dos remanescentes naturais, através do estabelecimento de unidades de conservação, mas a possibilidade de otimizar as estratégias de manejo nestes locais. A conservação biológica tem como uma das principais bases a diversidade genética, e é nesse sentido que a genética de populações tem evoluído para compreender cada vez melhor a biodiversidade. Este projeto se propõe realizar um estudo aprofundado sobre a diversidade e estruturação genética de copaíba (Copaifera langsdorffii Desf.) em diferentes formações vegetacionais. Amostras do Cerrado, Mata Atlântica, ecótonos, incluindo coletas em áreas altamente antropizadas no Centro-Oeste do estado de São Paulo serão obtidas. Esta árvore nativa, de conhecida importância fitoterápica, usada em projetos de restauração e de um inesgotável valor ecológico, é um dos símbolos da região em estudo que enquadra todos esses complexos vegetacionais. Parte do material vegetal coletado será de uso para estudos morfo-anatômicos, sendo a outra utilizada para extração de material genético. No trabalho a ser desenvolvido buscar-se-á regiões alvo do genoma da espécie estudada, locos com variação genética adaptativa que hipoteticamente respondam a seleção diferenciada nas diferentes formações vegetacionais. Para este fim serão utilizados marcadores SNPs através do Sequenciamento de Nova Geração. Os dados obtidos serão utilizados para estabelecer unidades de manejo e áreas de preservação prioritária para as populações de copaíba. Durante a execução será desenvolvida uma componente ambiental junto ao ensino médio e fundamental, visando demostrar a importância, os objetivos e os resultados do presente estudo. Com base nos dados científicos obtidos pretende-se contribuir para decisões e estratégias de manejo dos fragmentos florestais da região, e não menos importante, criar uma maior consciência ambiental no ensino de base através de metodologias pedagógicas a partir da genética da conservação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio: