Busca avançada
Ano de início
Entree

Escrevendo a história do futuro: a leitura do passado no processo de Independência do Brasil

Processo: 15/00348-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de maio de 2015 - 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:João Paulo Garrido Pimenta
Beneficiário:João Paulo Garrido Pimenta
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Historiografia  Tempo histórico  Século XIX  Independência do Brasil 

Resumo

Esta é uma investigação sobre a leitura da colonização portuguesa da América no processo de independência do Brasil. A análise fundamentou-se em documentação periódica publicada no Brasil entre 1821 e 1822 e suas referências à colonização portuguesa da América, um passado diversificado que se unifica pelo discurso por meio de adjetivos como "colonial" ou expressões semelhantes. Em termos teóricos, a investigação partiu da perspectiva analítica de Reinhart Koselleck a respeito do tempo histórico, que se concebe na diferença entre experiência e expectativa e, de modo mais específico, se insere em um debate amplo acerca da formação do Estado e da naçãobrasileiros. Procurou-se compreender como a leitura do passado foi utilizada comoferramenta política, e como a mobilização do passado engendrou, por sua vez, a construção da ideia de uma história especificamente brasileira, justificando projetos políticos que viabilizaram a independência do Brasil. De maneira mais ampla, objetivou-se enfrentar o problema das mediações entre formação do Estado e surgimento da nação para além da precedência de uma dimensão sobre a outra. (AU)