Busca avançada
Ano de início
Entree

Biologia de sistemas da febre tifóide: desvendando a regulação das respostas do hospedeiro na infecção por Salmonella Typhi e vacinação oral

Processo: 14/50828-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2015 - 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Convênio/Acordo: CONFAP ; Newton Fund, com FAPESP como instituição parceira no Brasil ; MRC, UKRI
Pesquisador responsável:Helder Takashi Imoto Nakaya
Beneficiário:Helder Takashi Imoto Nakaya
Pesq. responsável no exterior: Andrew Pollard
Instituição no exterior: University of Oxford, Inglaterra
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia de sistemas 
Publicação FAPESP:https://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/fapesp_uk_eUVANrZ_100_100.pdf

Resumo

Doenças infecciosas causadas por patógenos entéricos são endêmicos em países em desenvolvimento e são responsáveis por milhares de mortes todos os anos. Esta proposta irá focar na febre causada pela Salmonella Typhi e Paratyphi como modelo de infecção intestinal. A febre tifoide afeta significativamente a América do Sul, África subsaariana e o sudeste asiático com aproximadamente 22 milhões de novas infecções/ resultando em uma taxa de fatalidade de 1% anual. O controle da doença é difícil devido à insuficiente compreensão da patogênese da doença e as respostas imunes à infecção, testes diagnósticos de baixa acurácia e baixa eficácia das vacinas comerciais. O grupo de vacinas de Oxford (OVG) desenvolveu recentemente um modelo de desafio humano para S. Typhi e Paratyphi. Este modelo foi subsequentemente usado para testar a eficácia da vacinação em participantes que foram vacinados antes da ingestão das bactérias. A vacinologia/biologia de sistemas é um campo multidisciplinar que combina medições globais, redes e modelagem preditiva no contexto da biologia, vacinas e doenças infecciosas. Neste contexto, os mecanismos regulatórios, que consistem em complexas redes envolvendo múltiplos componentes transcricionais e genéticos são particularmente importantes. Recentemente, tem ficado claro que RNAs não codificadores longos (IncRNAs) possuem um papel importante na regulação dos processos biológicos de mecanismos de regulação diversos. A aplicação da biologia de sistemas nas amostras derivadas destes estudos clínicos únicos e altamente controlados nos permite investigar diretamente as respostas humanas às infecções entéricas e à vacinação. Nesta proposta, nós iremos trabalhar nos três seguintes objetivos: (1) Identificação de assinaturas preditivas da proteção conferida pela vacinação; (2) identificação de assinaturas para diagnóstico; (3) investigação do papel de IncRNAs na infecção entérica e na vacinação. Nós propomos construir uma parceira duradoura entre a Universidade de São Paulo e a Universidade de Oxford através do uso da biologia de sistemas aplicada às amostras derivadas dos estudos clínicos de Oxford e de estudos de campo, complementados com dados clínicos e biológicos/imunológicos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BLOHMKE, CHRISTOPH J.; HILL, JENNIFER; DARTON, THOMAS C.; CARVALHO-BURGER, MATHEUS; EUSTACE, ANDREW; JONES, CLAIRE; SCHREIBER, FERNANDA; GOODIER, MARTIN R.; DOUGAN, GORDON; NAKAYA, HELDER I.; POLLARD, ANDREW J. Induction of Cell Cycle and NK Cell Responses by Live-Attenuated Oral Vaccines against Typhoid Fever. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 8, OCT 12 2017. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.