Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa para avaliação do desempenho do Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas (SBRT) e do Sistema Integrado de Respostas Técnicas da UNESP (SIRT/UNESP)

Resumo

A pesquisa ora proposta terá, por objetivo central, avaliar o desempenho do Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas (SBRT), notadamente no que diz respeito às suas contribuições para a geração/incorporação de inovações pelo seu público-alvo, por meio das notas técnicas elaboradas e enviadas aos seus usuários. O SBRT é uma rede interinstitucional brasileira, criada em 2002 e composta por nove agentes de respostas técnicas, distribuídos entre sete estados e o Distrito Federal. Possui, ainda, como instituições âncora, o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict/MCT), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE-Nacional). Conceitualmente, o SBRT é uma rede de instituições com atividades focadas na gestão do conhecimento, tendo como objetivo estratégico a elaboração de notas técnicas (sobretudo as denominadas Respostas Técnicas), em atendimento a demandas espontâneas por informações, de caráter técnico ou tecnológico, capazes de subsidiarem os usuários do serviço a gerarem ou implementarem inovações de baixa complexidade. No Estado de São Paulo operam duas das nove instituições que compõem a rede: a USP, por meio do projeto Disque Tecnologia - DT/USP, vinculado à Agência USP de Inovação; a Unesp, por meio do projeto Sistema Integrado de Respostas Técnicas - SIRT/Unesp, vinculado à Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara. Como provedor de respostas técnicas, o SBRT possui sistemas de controle e de avaliação essencialmente orientados para as atividades de elaboração e difusão das notas técnicas, ou seja, para a gestão do conhecimento. Prescinde, pois, de métodos e instrumentos passíveis de avaliarem os efeitos e as contribuições das notas técnicas elaboradas, sobretudo em termos das inovações resultantes. Para preencher essa lacuna foi elaborado este projeto de pesquisa. Desdobrados do objetivo central emergem outros três objetivos diretos da pesquisa: o de Identificar eventuais diferenças de perfis entre os usuários do SBRT por demandas espontâneas e os usuários por demandas induzidas; o de apurar as percepções dos usuários a respeito dos serviços prestados pelo SBRT; o de avaliar as inovações eventualmente geradas, classificando-as em conformidade com a tipologia contida na literatura de gestão da inovação. Em termos metodológicos, a pesquisa será realizada com base nos dados contidos no cadastro de usuários e no banco de respostas técnicas administrados pelo SIRT/Unesp. A coleta dos dados, parte quantitativos e parte qualitativos, será feita diretamente, com a aplicação de questionários estruturados e por meio de roteiros semi-estruturados de observação direta e de entrevistas. Parte dos dados, os quantitativos, serão analisados por meio de técnicas da estatística descritiva, do teste anova e, eventualmente, de testes não paramétricos. Os dados qualitativos serão analisados, sobretudo, por meio de técnicas da análise de conteúdo. Embora essencialmente de propósito exploratório - seja em virtude do conhecimento ainda bastante incipiente sobre o objeto da pesquisa, seja pela impossibilidade de extrapolação dos resultados - a pesquisa terá um componente descritivo, sobretudo no que diz respeito aos perfis dos usuários do sistema SBRT. Para além do alcance puramente científico da pesquisa - o de gerar conhecimento - auspicia-se que os resultados da mesma possam vir a contribuir o aprimoramento do desempenho dos agentes de respostas técnicas que integram a rede do SBRT, da própria rede, em si e, por conseqüência dos usuários do sistema. (AU)