Busca avançada
Ano de início
Entree

Renaturação de antígenos sintetizados como corpos de inclusão em Escherichia coli para preparação de vacinas

Processo: 15/02574-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2015 - 31 de maio de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Ligia Ely Morganti Ferreira Dias
Beneficiário:Ligia Ely Morganti Ferreira Dias
Instituição-sede: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Luciana Cezar de Cerqueira Leite ; Luis Carlos de Souza Ferreira ; Rosa Maria Chura Chambi
Assunto(s):Corpos de inclusão  Proteínas recombinantes  Vacinas  Alta pressão  Antígenos  Resposta imune 

Resumo

O direcionamento de respostas imunes para antígenos que se demonstraram capazes de promover respostas imunoprotetoras pode ser uma alternativa promissora para o desenvolvimento de vacinas eficazes e seguras. Geralmente a presença de domínios antigênicos contendo epítopos com a conformação nativa é importante para a geração de anticorpos neutralizantes. Por este motivo, há a necessidade de produção de proteínas recombinantes heterólogas que mantenham as propriedades conformacionais das proteínas alvo preservadas, e, consequentemente do desenvolvimento de processos eficientes de renaturação nos casos em que as proteínas são produzidas como corpos de inclusão (CI). A expressão de proteínas recombinantes em E. coli em geral é bastante elevada, mas frequentemente resulta no acúmulo deste tipo de agregados no citoplasma bacteriano. A dificuldade de padronização de processos de renaturação reprodutíveis e com altos rendimentos a partir destes agregados é um sério problema a ser resolvido para a obtenção de proteínas solúveis e imunologicamente ativas. A aplicação de tecnologia de alta pressão (TPA) promove a solubilização de agregados proteicos, mantendo as estruturas secundária e terciária semelhantes às das proteínas nativas, estruturas estas que em geral estão presentes nos CI. Isto facilita a subsequente renaturação, diferentemente do que ocorre quando se utiliza o processo tradicional de solubilização dos CI na presença de altas concentrações de agentes desnaturantes. O nosso grupo de pesquisa tem experiência na utilização de TPA para a renaturação de proteínas recombinantes a partir de CI. No presente projeto nos propomos utilizar esse conhecimento para obtermos as proteínas recombinantes do vírus da dengue, da Leptospira interrogans e do Schistosoma mansoni com epítopos conformacionais preservados para uso como antígenos para a geração de anticorpos com afinidade pelos epítopos conformacionais presentes nas respectivas proteínas nativas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CHURA-CHAMBI, ROSA MARIA; ROSA DA SILVA, CLEIDE MARA; PEREIRA, LENNON RAMOS; BARTOLINI, PAOLO; DE SOUZA FERREIRA, LUIS CARLOS; MORGANTI, LIGIA. Protein refolding based on high hydrostatic pressure and alkaline pH: Application on a recombinant dengue virus NS1 protein. PLoS One, v. 14, n. 1 JAN 25 2019. Citações Web of Science: 1.
ROSA DA SILVA, CLEIDE MARA; CHURA-CHAMBI, ROSA MARIA; PEREIRA, LENNON RAMOS; CORDEIRO, YRAIMA; DE SOUZA FERREIRA, LUIS CARLOS; MORGANTI, LIGIA. Association of high pressure and alkaline condition for solubilization of inclusion bodies and refolding of the NS1 protein from zika virus. BMC Biotechnology, v. 18, DEC 12 2018. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DIAS, Ligia Ely Morganti Ferreira. Renaturação das proteínas não estruturais 1(NS1) dos vírus da zika e da dengue utilizando altas pressões. 2017. Dissertação de Mestrado - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.