Busca avançada
Ano de início
Entree

Dados de referência pediátricos brasileiros para ultrassonografia quantitativa de falanges de acordo com sexo, idade, altura e peso

Processo: 15/07927-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de julho de 2015 - 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Gil Guerra Júnior
Beneficiário:Gil Guerra Júnior
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Nutrição infantil  Endocrinologia pediátrica  Densidade óssea  Ultrassonografia  Publicações de divulgação científica  Artigo científico 

Resumo

Estabelecer dados normativos de ultrassom quantitativo (QUS) de falanges em estudantes brasileiros. A amostra foi composta por 6.870 estudantes (3.688 meninas e 3.182 meninos), com idade entre 6 e 17 anos. O parâmetro ósseo amplitude dependente da velocidade do som (AD-SoS) foi avaliada pelo QUS das falanges utilizando o equipamento DBM Sonic BP (IGEA, Carpi, Itália). A cor da pele foi obtida por auto-avaliação. O método LMS foi usado para realizar a curvas em percentis para Ad-SoS de acordo com sexo, idade, altura e peso. As meninas apresentaram maiores valores de AD-SoS que os meninos nos grupos etários de 7 a 16 anos (p <0,001). Não houve diferenças no escore z da AD-SoS de acordo com a cor da pele. Em ambos os sexos, o grupo de obesos apresentaram menores valores de escore z da AD-SoS em comparação com indivíduos classificados como peso baixo ou normal. Idade (r2 = 0,48) e altura (r2 = 0,35) foram preditores independentes de AD-SoS em meninas e meninos, respectivamente. Os valores da AD-SoS em crianças e adolescentes brasileiros foram influenciados por sexo, idade e peso, mas não pela cor da pele. Nossos dados normativos podem ser usado para monitorar AD-SoS em crianças ou adolescentes com idade entre 6-17 anos. (AU)