Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de novas técnicas moleculares para a investigação da participação de pequenas populações neuronais na dependência

Processo: 15/07621-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 01 de julho de 2015 - 12 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Fabio Cardoso Cruz
Beneficiário:Fabio Cardoso Cruz
Pesquisador visitante: Bruce T. Hope
Inst. do pesquisador visitante: National Institutes of Health, Baltimore (NIH), Estados Unidos
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/24986-2 - Participação de pequenos grupos neurais seletivamente ativados (neuronal ensembles) na reinstalação da autoadministração de etanol induzida pelo ambiente: investigação farmacogenética, optogenética e molecular, AP.JP
Assunto(s):Transtornos relacionados ao uso de substâncias  Drogas ilícitas  Autoadministração  Intercâmbio de pesquisadores  Cooperação internacional 

Resumo

Um dos maiores problemas no tratamento da dependência é o alto índice de recaída ao uso de drogas mesmo após um longo período de abstinência. Muitos trabalhos demonstram que a recidiva do uso de drogas pode ser precipitada por associações ambientais e o efeito reforçador de uma substância de abuso. Assim a dependência é considerada um comportamento de aprendizado associativo. Muitos trabalhos mostram que este comportamento associativo pode ser mediado pela ativação de uma pequena população de neurônios dispersamente distribuídos em diferentes áreas encefálicas conectadas entre si através de sinapses fortes (neuronal ensembles, termo utilizado em inglês). Dessa forma, para a investigação de potenciais alvos terapêuticos para o tratamento da dependência, faz-se necessário o desenvolvimento de novas técnicas moleculares para a investigação do envolvimento dessas pequenas populações neurais seletivamente ativadas em comportamentos relacionados a dependência. Estas técnicas moleculares têm sido desenvolvidas com êxito no laboratório do doutor Bruce T. Hope no National Institute on Drug Abuse, NIH. Recentemente, o grupo do Dr. Hope desenvolveu uma técnica de eletrofisiologia capaz de identificar a presença de sinapses silenciosas apenas nas conexões neurais ativadas pela sensibilização contextual à cocaína. Através de uma metodologia envolvendo a separação o de neurônios ativados por citometria de fluxo, esse grupo demonstrou alterações moleculares singulares apenas em neurônios ativados durante a incubação da fissura de heroína e na recaída ao uso de metanfetamina. Eles também desenvolveram novos animais transgênicos que permitem a identificação desses neurônios e a inibição seletiva dos mesmos. Todas essas metodologias estão publicadas em jornais de alto impacto entre eles, Nature Review Neuroscience, Nature Neuroscience e Journal of Neuroscience. Dr. Hope é colaborador de nosso projeto Jovem Pesquisador e cedeu animais transgênicos, vetores virais e anticorpos para o desenvolvimento do mesmo. Esse pesquisador, possui colaborações com outros projetos FAPESP (2013/24986-2, 2014/02296-7, 2015/01877-9). Portanto sua visita é de imensa relevância, para a continuidade desses projetos. Durante sua visita ele dará um treinamento sobre o uso de animais transgênicos nesses projetos de colaboração. Além disso, o Dr. Hope ministrará palestras na Universidade de São Paulo (USP) e na Universidade Estadual Paulista (UNESP). Devido sua experiência como editor associado do Jornal of Neuroscience, ele ministrará um curso de escrita científica para os alunos de pós-graduação e iniciação científica da USP e UNESP. Sua visita será muito produtiva para formação de novos neurocientistas e para consolidação da colaboração científica entre os laboratórios dessas universidades paulistas e o National Institute of Health, USA. (AU)