Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto de corticoterapia no processo inflamatório de biópsia muscular de dermatomiosite e polimiosite

Processo: 14/09079-1
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2015 - 31 de maio de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Samuel Katsuyuki Shinjo
Beneficiário:Samuel Katsuyuki Shinjo
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Sueli Mieko Oba Shinjo ; Suely Kazue Nagahashi Marie
Bolsa(s) vinculada(s):16/15258-1 - Impacto de corticoterapia no processo inflamatório de biópsia muscular de dermatomiosite e polimiosite, BP.TT
Assunto(s):Reumatologia  Doenças musculares  Polimiosite  Dermatomiosite  Biologia molecular  Biópsia 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Biologia molecular | Biópsias musculares | dermatomiosite | Miopatias inflamatórias idiopáticas | polimiosite | Reumatologia

Resumo

As miopatias inflamatórias idiopáticas são um grupo heterogêneo de miopatia autoimune rara, crônica, sistêmica, associada a uma alta morbidade e incapacidade funcional. São subdivididas em dermatomiosite (DM), polimiosite (PM), miosite por corpúsculo de inclusão (MCI), dermatomiosite juvenil (DMJ), miopatia necrotizante autoimune, entre outras. Cada uma apresenta características epidemiológicas, histológicas, imuno-histoquímicas, patológicas e evolutivas distintas.Para o diagnóstico definitivo de DM/PM, além da presença de fraqueza muscular simétrica proximal dos membros, aumento de enzimas musculares, eletromiografia evidenciando a presença de miopatia dos membros, é fundamental a identificação de processo inflamatório em amostra de biópsia muscular destes pacientes. Neste caso, de um modo geral, verifica-se predomínio de infiltrado de células CD8+ em tecidos musculares de PM e MCI, e infiltrado de células CD4+ associado a linfócitos B, em DM. A função destes linfócitos T (CD4+ e CD8+), por sua vez, é determinada pelo complexo maior de histocompatibilidade (MHC). Essas células reconhecem um antígeno ligado ao MHC classes I ou II. No caso de moléculas de MHC I, há apresentação de antígenos derivados de uma proteina endógena ou peptídeos para linfócitos T, expressando glicoproteinas CD8+, enquanto que as moléculas MHC II apresentam antígenos derivados de proteinas exógenas ou endógenas para linfócitos T, expressando CD4+. MHC II está expressa principalmente nos macrófagos, nos monócitos e nos linfócitos B, enquanto que a MHC I, na maioria das células.De um modo geral, o tratamento de DM/PM se baseia em corticosteroide e de diferentes tipos de imunossupressores (metotrexato, azatioprina, ciclosporina, entre outros). Introdução precoce destas medicações, particularmente de corticosteroide, pode permitir um controle mais rápido e efetivo da atividade destas doenças e, assim, mudando o seu prognóstico e minimizando a morbimortalidade. Em contrapartida, embora não comprovada cientificamente, acredita-se que uma introdução precoce de corticosteroide pode interferir imediatamente no processo inflamatório encontrado em tecidos musculares de pacientes com DM/PM. Para contornar este obstáculo, tem se postergado na prática clínica a introdução de terapia medicamentosa antes da realização das biópsias musculares. Seguindo este mesmo raciocínio, na prática médica, têm se evitado realizar as biópsias musculares em indivíduos já em vigência de corticosteroides, com o receio de que não visualizassem mais sinais sugestivos de miopatias inflamatórias e, assim, evitando submeter desnecessariamente os pacientes a uma intervenção cirúrgica.Além disto, não se sabe o impacto do uso de corticosteroide na expressão gênica de proteínas relacionadas com processo inflamatório e na expressão de MHC I e II e de fenotipagem encontrada nas biópsias musculares. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (9)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PIRES BORGES, ISABELA BRUNA; SILVA, MARILDA GUIMARES; MISSE, RAFAEL GIOVANE; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. Lipid-lowering agent-triggered dermatomyositis and polymyositis: a case series and literature review. RHEUMATOLOGY INTERNATIONAL, v. 38, n. 2, p. 293-301, . (14/09079-1, 15/12628-0, 16/23574-0)
PIRES BORGES, ISABELA BRUNA; SILVA, MARILDA GUIMARAES; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. Prevalence and reactivity of anti-melanoma differentiation-associated gene 5 (anti-MDA-5) autoantibody in Brazilian patients with dermatomyositis. ANAIS BRASILEIROS DE DERMATOLOGIA, v. 93, n. 4, p. 517-523, . (15/12628-0, 14/09079-1)
BEHRENS PINTO, GUSTAVO LUIZ; CARBONI, RENATA CASSEB DE SOUZA; DE SOUZA, FERNANDO HENRIQUE CARLOS; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. A prospective cross-sectional study of serum IL-17A in antisynthetase syndrome. CLINICAL RHEUMATOLOGY, v. 39, n. 9, p. 2763-2771, . (14/09079-1)
CARBONI, RENATA CASSEB DE SOUZA; BEHRENS PINTO, GUSTAVO LUIZ; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. High YKL-40 serum levels and its expression in the muscle tissues of patients with antisynthetase syndrome. ADVANCES IN RHEUMATOLOGY, v. 61, n. 1, . (14/09079-1)
DE SOUZA, F. H. C.; MIOSSI, R.; SHINJO, S. K.. Necrotising myopathy associated with anti-signal recognition particle (anti-SRP) antibody. CLINICAL AND EXPERIMENTAL RHEUMATOLOGY, v. 35, n. 5, p. 766-771, . (14/09079-1, 11/12700-1)
SILVA, M. G.; OBA-SHINJO, S. M.; MARIE, S. K. N.; SHINJO, S. K.. Serum interleukin-17A level is associated with disease activity of adult patients with dermatomyositis and polymyositis. CLINICAL AND EXPERIMENTAL RHEUMATOLOGY, v. 37, n. 4, p. 656-662, . (14/09079-1)
DE ANDRADE, VANESSA POSENER; DE SOUZA, FERNANDO HENRIQUE CARLOS; BEHRENS PINTO, GUSTAVO LUIZ; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. The relevance of anti-Jo-1 autoantibodies in patients with definite dermatomyositis. ADVANCES IN RHEUMATOLOGY, v. 61, n. 1, . (14/09079-1)
SAMUEL KATSUYUKI SHINJO; SUELI MIEKO OBA-SHINJO; MIYUKI UNO; SUELY KAZUE NAGAHASHI MARIE. A EXPRESSÃO DO GENE ANKRD1 CORRELACIONA-SE COM O STATUS DE BIÓPSIAS MUSCULARES EM ADULTOS PORTADORES DE DERMATOMIOSITE SEM EXPOSIÇÃO PRÉVIA A TRATAMENTO. MedicalExpress (São Paulo, online), v. 4, n. 4, . (14/09079-1, 12/09633-3)
SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI; ELIAS SALLUM, ADRIANA MALUF; OBA-SHINJO, SUELI MIEKO; SILVA, MARILDA GUIMARAES; SILVA, CLOVIS ARTUR; NAGAHASHI MARIE, SUELY KAZUE. Comparison between treatment naive juvenile and adult dermatomyositis muscle biopsies: difference of inflammatory cells phenotyping. ADVANCES IN RHEUMATOLOGY, v. 58, . (14/09079-1)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.