Busca avançada
Ano de início
Entree

Inovações em promoção da saúde a distância: pesquisa de viabilidade de desenvolvimento e criação de aplicativo (app) para monitoramento e manejo da dor e condições crônicas de saúde

Processo: 13/50701-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de julho de 2015 - 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Felipe Azevedo Moretti
Beneficiário:Felipe Azevedo Moretti
Empresa:Felipe Azevedo Moretti
Município: São Paulo
Bolsa(s) vinculada(s):15/18797-8 - Inovações em promoção da saúde a distância: pesquisa de viabilidade de desenvolvimento e criação de aplicativo (APP) para monitoramento e manejo da dor e condições crônicas de saúde, BP.TT
15/16406-1 - Inovações em promoção da saúde a distância: pesquisa de viabilidade de desenvolvimento e criação de aplicativo (APP) para monitoramento e manejo da dor e condições crônicas de saúde, BP.TT
15/14206-5 - Inovações em promoção da saúde a distância: pesquisa de viabilidade de desenvolvimento e criação de aplicativo (APP) para monitoramento e manejo da dor e condições crônicas de saúde, BP.TT
+ mais bolsas vinculadas 15/14195-3 - Inovações em promoção da saúde a distância: pesquisa de viabilidade de desenvolvimento e criação de aplicativo (APP) para monitoramento e manejo da dor e condições crônicas de saúde, BP.TT
15/13313-2 - Inovações em promoção da saúde a distância: pesquisa de viabilidade de desenvolvimento e criação de aplicativo (APP) para monitoramento e manejo da dor e condições crônicas de saúde, BP.PIPE
15/13304-3 - Inovações em promoção da saúde à distância: pesquisa de viabilidade de desenvolvimento e criação de aplicativo (app) para monitoramento e manejo da dor e condições crônicas de saúde, BP.PIPE - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Promoção da saúde  Telemedicina  Internet  Aplicativos móveis  Monitorização fisiológica  Dor crônica  Fibromialgia 

Resumo

O controle e o manejo das doenças crônicas são desafios expressivos da contemporaneidade. Como forma de lidar, com esse problema, o monitoramento virtual compartilhado do quadro clínico de um paciente é apontado como um relevante mecanismo de cuidado, ainda que pouco explorado em países emergentes como o Brasil. O presente projeto se insere neste cenário e tem como objetivo o desenvolvimento de um aplicativo (app) de monitoramento da dor (com foco inicial em pacientes com fibromialgia), pára posteriormente verificar-se a aplicabilidade em outras condições crônicas. A opção pelo aplicativo como ferramenta de monitoramento deu-se pela facilidade de desenvolvimento, baixo custo, amplitude de disseminação ou venda e pela facilidade do paciente em monitorar a doença a qualquer instante. Para os médicos e profissionais de saúde, esse monitoramento permite determinar o estado atual da doença, bem como controlar o quadro evolutivo de piora ou melhora de alguns sintomas, averiguando as correlações existentes para cada mudança. Sob esta perspectiva da Fase I do PIPE (de análise de viabilidade técnica e científica do aplicativo), será estadia a relação "portador de doença crônica e aplicativo", analisando a confiabilidade das respostas do usuário, assim como a aceitação dos mesmos ao sistema de monitoramento de sintomas, além de averiguar se a comunicação e a gestão das informações estão sendo processadas adequadamente. Os testes para validação e adequação da pesquisa serão realizados em uma população específica que apresenta sintomas de dor como quadro clínico central: pacientes com fibromialgia - tendo sido o protocolo para os estudos aprovado no Comitê de Ética do Hospital São Paulo. Nos meses finais da Fase I do PIPE, pretende-se testar as funcionalidades operacionais e os diferentes graus de satisfação com o uso da tecnologia desenvolvida. O aplicativo irá mensurar graficamente a evolução de sintomas de dor, stress, depressão e ansiedade (de acordo com escalas visuais analógicas de 0 a 10), assim como irá avaliar eletronicamente a qualidade de vida (por meio do questionário WHOQOL-breef). A expectativa é que a partir daí, ou de forma concomitante, esses produtos sejam licenciados é lançados no mercado (na fase II ou III do PIPE). Com isso, espera-se proporcionar melhor qualidade de vida aos pacientes e facilidades no monitoramento de sintomas que carecem de acompanhamento sistemático para maior promoção da saúde. O projeto também proporcionará novas formas de aquisição de conhecimento como forma de tratamento ou de atualização para portadores de doenças crônicas e seus cuidadores. Entende-se que os produtos gerados podem beneficiar tanto pacientes como profissionais de saúde. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Empresas criadas com apoio da FAPESP estão entre as mais atraentes para o mercado 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FELIPE AZEVEDO MORETTI; CLAUDIA GALINDO NOVOA BARSOTTINI. Support, attention and distant guidance for chronic pain patients. Case report. Rev. dor, v. 18, n. 1, p. -, Mar. 2017.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.