Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema de automação de baixo custo composto por unidade de processamento, software supervisório de código livre, unidades remotas de interface com redes industriais e unidade remota de entradas e saídas digitais e analógicas

Processo: 14/50637-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de julho de 2015 - 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Eletrônica Industrial, Sistemas e Controles Eletrônicos
Pesquisador responsável:Rodrigo Cassiari Martinho
Beneficiário:Rodrigo Cassiari Martinho
Empresa:Sharewater Projetos, Indústria e Comércio em Sistemas Hidráulicos Ltda
Município: São Paulo
Assunto(s):Automação  Telemetria  Redes locais de computadores  Software livre 

Resumo

O sistema proposto consiste em um sistema completo de automação para diversas aplicações. Ele é composto pelos seguintes módulos: unidade central de processamento, software supervisório do tipo SCADA, unidades remotas de interface com redes industriais e unidades remotas de entradas e saídas digitais e analógicas. A unidade central é um computador central com interface ethernet responsável pela comunicação com as diversas interfaces remotas e pelo funcionamento do software supervisório do tipo SCADA (Supervisory Control and Data Acquisition, ou Sistema de Supervisão e Aquisição de Dados). A princípio qualquer computador compatível com os requisitos do supervisório pode ser utilizado, mas o presente projeto propõe a utilização de um computador de placa única de pequenas dimensões e construído com hardware apropriado para a utilização em ambientes industriais. O supervisório é o software responsável pelo armazenamento e apresentação dos dados coletados das interfaces remotas, pelo seu processamento e pela execução das diversas rotinas de controle programadas de acordo com as necessidades da aplicação em questão. Este projeto propõe o uso do software de código livre ScadaBR (www.scadabr.com.br). As unidades remotas de interface com redes industriais são unidades responsáveis pela interface entre uma determinada rede industrial e a central de processamento através de redes ethernet. Elas se comportam como conversores de nível dos sinais elétricos do barramento em questão para nível TTL (Transistor-Transistor Logic) e depois como empacotadores destes sinais no protocolo TCP/IP. O presente projeto propõe o desenvolvimento de interfaces para as seguintes redes industriais: Modbus via RS-485, m-bus, Profibus DP via RS-485 e Profibus PA. Já as unidades remotas de entradas e saídas digitais e analógicas são unidades responsáveis pela interface com diversos tipos de equipamentos presentes em sistemas de automação. As entradas analógicas são responsáveis pela interface com equipamentos dotados de comunicação analógica, como por exemplo sensores com saída de 4 a 20 mA ou de 0 a 10 V; as saídas analógicas são responsáveis pelo acionamento de equipamentos acionados por tensão DC, como motores DC, onde a rotação é proporcional à tensão de acionamento. Já as entradas digitais representam a interface com equipamentos dotados de comunicação digital, tanto binária, como sensores do tipo liga/desliga, quanto de sequência de pulsos, como medidores de consumo de água, gás ou energia e as saídas digitais, o acionamento ou partida de diversos equipamentos, como motores elétricos e válvulas. (AU)