Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise comparativa de painel de miRNA expressos em material obtido por punção aspirativa com agulha fina (PAAF) de nódulos tireoideanos e sangue periférico e sua aplicação como teste molecular diagnóstico

Processo: 15/00218-1
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2015 - 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Carolina Ferraz da Silva
Beneficiário:Carolina Ferraz da Silva
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados: Adriano Namo Cury ; Carlos Alberto Longui ; Markus Eszlinger
Assunto(s):Endocrinologia  Nódulo da glândula tireoide  Sangue periférico  MicroRNAs  Técnicas de diagnóstico molecular  Biópsia por agulha fina 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:microRNA | Nodulos tireoideanos | Paaf | sangue periférico | Endocrinologia

Resumo

O diagnóstico de nódulos tireoideanos vem aumentando a cada dia. A punção aspirativa por agulha fina (PAAF) continua sendo o método de escolha para excluir malignidade. No entanto, além das limitações operacionais (operador dependente, necessidade de ser guiada por ultrassom e desconforto para o paciente) sabe-se que aproximadamente 20% das amostras de PAAF demonstram citologia indeterminada. Com o intuito de melhorar esse diagnóstico, diversos estudos procuram marcadores moleculares característicos para diferenciar lesões benignas de malignas. Os microRNAs (miRNAs) são moléculas pequenas de RNAs que regulam a transcrição dos mRNA, interferindo na patogênese de diversos tumores, como proliferação, apoptose, migração e ciclo celular. Apesar do papel desses miRNA na etiologia dos nódulos tireoideanos já ter sido demonstrado, ainda não foi definido um painel diagnóstico com alta sensibilidade e especificidade. Interessantemente, alguns grupos já demonstraram a presença desses miRNA em circulação periférica. Objetivo: Definir um painel de miRNA para avaliar amostras citológicas indeterminadas de PAAF e comparar o perfil de expressão desses miRNA nas amostras de PAAF e de sangue periférico. Resultados esperados: Definir um painel de miRNA passível de diferenciar lesões benignas de lesões malignas tireoideanas. Além disso, espera-se obter uma concordância na expressão dos miRNA nas amostras de PAAF e de sangue periférico, para poder usar o sangue periférico como material para teste diagnóstico. Conclusões: com a definição de um painel diagnóstico para rastrear nódulos indeterminados de tireoide e com a demonstração de uma concordante expressão desse painel em amostras de PAAF e de sangue periférico, pode-se usar esse teste de rotina em qualquer laboratório de análises clínicas, além de baratear o custo e diminuir o número de cirurgias desnecessárias. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)