Busca avançada
Ano de início
Entree

Esporogênese e gametogênese em espécies de Rauvolfia l. (Apocynaceae) monóicas, dióicas e ginodióicas

Processo: 15/01424-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2015 - 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:Letícia Silva Souto
Beneficiário:Letícia Silva Souto
Instituição-sede: Centro de Ciências Humanas e Biológicas (CCHB). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Pesq. associados:Ingrid Koch
Assunto(s):Apocynaceae  Rauvolfioideae  Reprodução vegetal  Gametogênese  Pólen 

Resumo

Estima-se que Apocynaceae (Gentianales) possua 415 gêneros e 4555 espécies distribuídas nas regiões tropicais e subtropicais do mundo. Atualmente é dividida em cinco subfamílias com base em características florais. Os grupos mais basais estão reunidos na subfamília Rauvolfioideae que é considerada parafilética em estudos filogenéticos. Os caracteres florais de Rauvolfioideae têm sido classificados como pouco informativos taxonomicamente, porém estudos anatômicos e de biologia da reprodução vem demonstrando que esses caracteres podem ajudar na compreensão da evolução das estratégias reprodutivas em Apocynaceae. Embora a família seja conhecida por apresentar espécies com flores bissexuadas, existem relatos de dioicia e ginodioicia funcional para espécies da subfamília Rauvolfioideae, com a presença de anteras sem grãos de pólen formados e depósito de calose em óvulos provenientes de ovários que não formam frutos. Poucas espécies da família e da subfamília foram estudadas quanto ao desenvolvimento das anteras, grãos de pólen, óvulos e megagametófitos, sendo que todas as espécies já estudadas são monóicas. Assim o objetivo do trabalho é descrever o desenvolvimento da antera, microsporogênese, microgametogênese, desenvolvimento do óvulo, megasporogênese e megagametogênese de três espécies de Rauvolfia (Rauvolfioideae - Apocynaceae) com diferentes estratégias reprodutivas. Rauvolfia sellowii que apresenta diocia funcional, R. vomitoria que apresenta ginodioicia funcional e R. wedelliana que apresenta monoicia. Com isso pretende-se identificar o processo que leva a esterilidade polínica e a deposição de calose nos óvulos, bem como estabelecer um padrão de desenvolvimento das estruturas acima mencionadas para Rauvolfia. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
OLIVEIRA, CRISTIANE R.; DOMINGUES, CAIO E. C.; DE MELO, NATHALIE F. S.; ROAT, THAISA C.; MALASPINA, OSMAR; JONES-COSTA, MONICA; SILVA-ZACARIN, ELAINE C. M.; FRACETO, LEONARDO F. Nanopesticide based on botanical insecticide pyrethrum and its potential effects on honeybees. Chemosphere, v. 236, DEC 2019. Citações Web of Science: 0.
SOUTO, LETCIA S.; KOCH, INGRID. Explaining Ovule Sterility in Rauvolfia L. (Apocynaceae). INTERNATIONAL JOURNAL OF PLANT SCIENCES, v. 179, n. 5, p. 368-376, JUN 2018. Citações Web of Science: 0.
KOCH, INGRID; ALVES, DANIELA MARTINS; SOUTO, LETICIA SILVA. Anther wall and pollen development in two species of Rauvolfia L. (Apocynaceae). BRAZILIAN JOURNAL OF BOTANY, v. 41, n. 1, p. 175-184, MAR 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.