Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de kits para monitoramento e identificação de micro-organismos por análise de imunosensora baseada em mudança colorimétrica

Processo: 14/21649-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de julho de 2015 - 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Debora Colombi
Beneficiário:Debora Colombi
Empresa:Genotyping Laboratório de Biotecnologia Ltda (Genotyping)
Município: Botucatu
Auxílios(s) vinculado(s):17/02993-8 - Desenvolvimento de kits para monitoramento e identificação de micro-organismos por análise de imunosensora baseada em mudança colorimétrica, AP.PIPE
Assunto(s):Nanotecnologia  Nanopartículas  Contaminação de alimentos  Fermentação  Bactérias  Cana-de-açúcar  Antibióticos 

Resumo

Hoje o estado de São Paulo é o maior produtor de cana de açúcar do Brasil, com aproximadamente 367 milhões de toneladas na safra de 2013/2014 de um total de 653 milhões. Logo o estado de São Paulo é responsável por 56% de toda a safra de cana de açúcar do país. Um dos problemas que diminuem a eficiência de produção é a presença de microrganismo competitivo na etapa de fermentação. Por isso o controle de qualidade é de extrema importância, para evitar prejuízos para a indústria. Hoje em dia são utilizadas análises microbiológicas para identificar os microrganismos presentes nesta etapa de produção. A contaminação por parasitas geralmente ocorre durante sua produção no campo e a por bactérias está mais relacionada à contaminação pelos manipuladores, equipamentos (moedores) e utensílios utilizados na extração do líquido. Existem atualmente três tipos de sistemas de diagnóstico in vitro para determinação dos contaminantes: cultura direta do agente a partir da amostra biológica, ensaios imunológicos indiretos que podem detectar anticorpos produzidos contra o agente infeccioso durante a infecção e ensaios imunológicos baseado na detecção por antígenos. No primeiro sistema, a desvantagem principal é o tempo de análises e necessidade de pessoal treinado para executar o serviço. No segundo método de análises molecular com base na detecção de ácidos nucleicos do agente contaminante são geralmente, muito mais sensíveis do que os ensaios imunológicos, e por esta razão, e para a sua especificidade, eles são extremamente promissores. No entanto, podem exigir a presença de equipamentos especiais e pessoal qualificado. Recentemente foi estudada a eficiência de detecção de patógenos utilizando como base nanopartículas modificadas com anticorpos para determinação colorimétrica. Elas apresentam diversas vantagens como: baixo custo, eficácia para a detecção em tempo real e pode ser usado sem ter um completo entendimento dos princípios envolvidos, logo não necessitando de profissional altamente qualificado. A análise microbiologia é a mais utilizada no setor e demora em média entre 2-7 dias para: crescer, identificar e caracterizar as bactérias presentes. Como a indústria não pode parar neste meio tempo, mesmo sem identificar as bactérias presentes eles utilizam antibióticos para evitar a contaminação do caldo da cana de açúcar. Neste sentido, estamos propondo a produção de um kit de identificação das bactérias, com detecção instantânea utilizando como base nanopartículas de ouro modificadas com anticorpos específicos para determinação seletiva dos principais contaminantes. Tal kit irá facilitar os procedimentos dentro da indústria levando a uma diminuição do tempo de identificação dos contaminantes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) no Pesquisa para Inovação FAPESP sobre o auxílio:
Empresa especializada em genômica diversifica produtos e mercados 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.