Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicativo para aumentar a adesão a tratamentos de saúde

Processo: 14/50185-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Hevoise Fátima Papini
Beneficiário:Hevoise Fátima Papini
Empresa:Hevoise F. Papini Serviços de Nutrição - ME
Município: São Paulo
Bolsa(s) vinculada(s):16/01266-2 - Aplicativo para aumentar a adesão a tratamentos de saúde, BP.TT
16/01540-7 - Aplicativo para aumentar a adesão a tratamentos de saúde, BP.TT
15/18394-0 - Aplicativo para aumentar a adesão a tratamentos de saúde, BP.PIPE
Assunto(s):Cooperação e adesão ao tratamento  Doença crônica  Smartphone  Aplicativos móveis  Ludificação 

Resumo

As doenças crônicas não transmissíveis quando não cuidadas adequadamente levam os seus portadores a piora dá qualidade de vida e geram custos altos para a sua compensação. A prática mostra que nem sempre é suficiente a orientação dos profissionais de saúde, pois os pacientes, muitas vezes, não aderem ao tratamento de forma eficaz. Hevoise Papini, nutricionista clínica com experiência em doenças crônicas, vem propor o desenvolvimento de um aplicativo para smartphone que venha ajudar este tipo paciente. O caráter inovador do aplicativo reside em, além de orientar o paciente, capturar o histórico dos seus hábitos e da adesão às prescrições. Tudo isso utilizando os conceitos de jogos digitais e "gameficação" para criar um ambiente lúdico e motivante que leve a mudança comportamental dos pacientes. O projeto é de forte cunho social, podendo levar a melhoria da saúde da população e a diminuição dos custos do N sistema de saúde público e privado, representando também numa nova forma da profissional, por meio de projetos de P&D, transformar seu conhecimento em produtos mais próximo aos pacientes. O projeto será desenvolvido segundo as 3 fases do programa PIPE da Fapesp: 1ª fase: Demonstração da viabilidade técnica e econômica do produto 2ª fase: Desenvolvimento do produto e testes dos mesmos via protótipos 3ª fase: Preparação para a industrialização e comercialização do produto Na 1ª fase, a demonstração da viabilidade técnica será feita por meio de uma pesquisa em um protótipo não funcional mas navegável, a ser apresentado em um smartphone a doentes crônicos que avaliarão a utilidade do aplicativo, a adequação do design gráfico, a usabilidade e aceitação do aplicativo como meio para ajudar nos tratamentos. Já a viabilidade econômica será demonstrada no plano de negócios onde serão detalhados os benefícios ao sistema de saúde e respectivos custos de aquisição e manutenção. Além da coordenadora Hevoise Papini, o projeto contará o Eng. Mauro Hirdes, especialista em processos de P&D e experiência como coordenador de projeto PIPE como parceiro no projeto e, com apoio de bolsistas nas áreas de nutrição, TI e psicologia. Como consultores os professores de TI da Puc de São Paulo os doutores: Maurício Pontuschka e David Lemes. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.