Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos metabólicos e pancreáticos do transplante de células-tronco mesenquimais de medula óssea em camundongos alimentados com dieta hiperlipídica

Processo: 15/06198-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Ângela Merice de Oliveira Leal
Beneficiário:Ângela Merice de Oliveira Leal
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus  Endocrinologia  Dieta hiperlipídica  Células-tronco mesenquimais 

Resumo

O objetivo deste estudo foi investigar os efeitos de injeções múltiplas de células-tronco mesenquimais (MSCs) alogênicas sobre a homeostase da glicose e a morfometria de ilhotas pancreáticas de camundongos alimentados com dieta hiperlipídica (HFD). Camundongos Swiss foram alimentados com dieta padrão (grupo C) ou dieta hiperlipídica (grupo HFD). Após 8 semanas, os animais do grupo HFD receberam quatro infusões semanais de salina tamponada com fosfato (HFD-PBS) ou MSCs (HFD-MSC). A glicemia de jejum (FG) foi determinada semanalmente e testes de tolerância à glicose (GTT) e à insulina (ITT) foram realizados 4, 8, 12 e 16 semanas após as infusões de MSCs. Os camundongos transplantados com MSCs foram classificados como respondedores (FG <180 mg / dL, 72,2% dos ratos transplantados) ou não-respondedores (FG> 180 mg / dL, 28,8%). Sete semanas após a infusão das MSCs, a FG diminuiu significativamente nos camundongos respondedores do grupo HFD-MSC em comparação com o grupo HFD-PBS. Dezesseis semanas após as infusões de MSCs, as áreas sob a curva (AUC) do GTT e do ITT diminuíram significativamente nos animais respondedores do grupo HFD-MSCs em relação ao grupo HFD-PBS. A concentração de insulina sérica foi maior no grupo HFD-PBS do que nos animais controles e não foi diferente em comparação com os outros grupos. O volume relativo de células ± foi significativamente menor no grupo HFD-PBS do que no grupo controle e significativamente maior nos animais não-respondedores do grupo HFD-MSCs do que no grupo HFD-PBS e animais respondedores do grupo HFD-MSCs. A apoptose celular nas ilhotas foi significativamente maior no grupo HFD-PBS do que no grupo controle, e menor nos animais respondedores do grupo HFD-MSCs do que nos animais não-respondedores e animais do grupo HFD-PBS. Os resultados demonstram a capacidade de múltiplas infusões de MSCs de promover a redução prolongada da hiperglicemia e da apoptose nas ilhotas pancreáticas e em aumentar a sensibilidade à insulina em camundongos alimentados com dieta hiperlipídica. (AU)