Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da stress inducible protein 1 (STI1) no desenvolvimento vascular embrionário e na angiogênese tumoral

Processo: 15/02098-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Tiago Góss dos Santos
Beneficiário:Tiago Góss dos Santos
Instituição-sede: A C Camargo Cancer Center. Fundação Antonio Prudente (FAP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Ana Claudia Oliveira Carreira Nishiyama ; Mari Cleide Sogayar ; Marilene Hohmuth Lopes ; Ricardo Castilho Garcez ; Vilma Regina Martins
Assunto(s):Oncologia  Biologia do desenvolvimento  Príons  Fosfoproteínas  Angiogênese 

Resumo

A proteína STI1 é um co-chaperonina que, juntamente com as proteínas de choque térmico Hsp90 e 70 formam um complexo proteico que auxilia no correto dobramento de uma série de proteínas clientes. STI1 pode ser secretada associada a vesículas endossomais e, uma vez no espaço extracelular, pode interagir com a proteína príon (PrPC) e desencadear diversos efeitos tróficos como proliferação, proteção contra morte celular, diferenciação e migração celular. Tais fenômenos foram observados em situações fisiológicas (desenvolvimento e plasticidade do sistema nervoso) e patológicas (câncer e isquemia cerebral). A deficiência de STI1 é letal, promovendo a morte de embriões de camundongos após o período de implantação. A haploinsuficiência (animais STI1+/-) está associada com uma maior vulnerabilidade a isquemia experimental. A secreção de STI1 (desencadeada pela hipóxia) promove sua interação com PrPC deflagrando sinais que estimulam a angiogênese e este fenômeno está associado ao mecanismo de recuperação pós-isquemia cerebral. Em conjunto, esses achados sugerem um envolvimento do complexo STI1-PrP com os mecanismos que governam a formação de vasos sanguíneos. Portanto, este projeto tem como objetivo estudar os processos envolvidos na angiogênese em duas situações: 1- durante o desenvolvimento de camundongo, associando à biologia de precursores vasculares; 2- em tumores cerebrais, onde a angiogênese representa um fenômeno fundamental para o crescimento e manutenção do tumor. Os achados deste trabalho contribuirão para um melhor entendimento das funções de STI1 e de seu receptor PrPC nos processos associados a angiogênese e, consequentemente, poderão ser utilizados para o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas para patologias humanas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTOS, TIAGO GOSS; MARTINS, VILMA REGINA; MAROSO HAJJ, GLAUCIA NOELI. Unconventional Secretion of Heat Shock Proteins in Cancer. INTERNATIONAL JOURNAL OF MOLECULAR SCIENCES, v. 18, n. 5 MAY 2017. Citações Web of Science: 17.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.