Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo randomizado e controlado dos efeitos da prática de meditação na redução do estresse em professores

Processo: 15/05355-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Luiz Eugenio Araujo de Moraes Mello
Beneficiário:Luiz Eugenio Araujo de Moraes Mello
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Elisa Harumi Kozasa
Assunto(s):Estresse  Hidrocortisona  Neurociências  Meditação  Depressão 

Resumo

Introdução: O estresse é um processo que causa reações neuropsicofisiológicas frente a estímulos externos ou internos. Conforme a intensidade, a duração e a frequência, estes estímulos contribuem com o desencadeamento ou complicações de diversas doenças, como a hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, transtornos mentais, dentre outros. O magistério é considerado uma das profissões mais estressantes e isso, além de colocar em risco a saúde dos professores, compromete a qualidade da educação uma vez que interfere negativamente nos processos de ensino e aprendizagem. Diversos estudos demonstram os efeitos positivos da meditação na redução de estresse e regulação emocional, além de alterações nas ondas cerebrais theta e alpha. Objetivo: O presente projeto objetiva analisar os efeitos da técnica de meditação na redução do estresse em professores. Métodos: Serão identificadas as fases de estresse em professores voluntários e os que se encontrarem na fase de resistência serão randomizados em um grupo experimental e um controle. Um programa de meditação será aplicado, sendo que antes e depois do programa haverá análise do cortisol salivar, das ondas theta e alpha e de questionários que avaliarão ansiedade, depressão, qualidade de vida e fases de estresse. Resultados esperados: Espera-se que professores que apresentam níveis de estresse elevados se beneficiarão da prática de meditação, terão níveis de cortisol diminuídos, ondas theta e alpha aumentadas e melhores resultados nas avaliações de ansiedade, depressão, estresse e qualidade de vida, contribuindo, assim, para a melhoria da saúde destes profissionais. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.