Busca avançada
Ano de início
Entree

Micoplasmas hemotrópicos e Cytauxzoon felis em felinos domésticos de gatis: ocorrência e variabilidade molecular

Processo: 15/13983-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Mitika Kuribayashi Hagiwara
Beneficiário:Mitika Kuribayashi Hagiwara
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Aline Santana da Hora
Assunto(s):Gatos  Reação em cadeia por polimerase (PCR) 

Resumo

Os hemoplasmas Mycoplasma haemofelis, 'Candidatus M. haemominutum', 'Candidatus M. turicensis' e o hemoprotozoário Cytauxzoon felis são patógenos importantes para os felinos por serem causadores de doenças graves. Todos esses hemoprotozoários podem ocorrer de forma assintomática e persistente na população felina. As três espécies de hemoplasmas são associadas às anemias hemolíticas de graus variáveis de acordo com a espécie de hemoplasma podendo levar o animal à morte. A cytauxzoonose ocasiona morte súbita por oclusão vascular grave. A distribuição geográfica de C. felis apresenta-se em expansão, e foi pouco estudada por técnicas moleculares no Brasil. Devido à importância do gato como animal de estimação, pela sua maior expectativa de vida, aumento das transfusões sanguíneas e frequente agrupamento de vários gatos em um mesmo domicílio, faz-se importante o conhecimento da ocorrência de patógenos nessa espécie. Além disso, são escassos os estudos acerca da variabilidade molecular de C. felis e dos hemoplasmas de felinos em território nacional. O objetivo deste estudo será de avaliar a ocorrência de Mycoplasma haemofelis, 'Candidatus M. haemominutum', 'Candidatus M. turicensis' e Cytauxzoon felis em 137 gatos de abrigos e de gatis comerciais, dos municípios de São Paulo e Rio de Janeiro, assim como estudar a variabilidade molecular das amostras positivas para esses patógenos por meio de sequenciamento de DNA. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.