Busca avançada
Ano de início
Entree

Líquen Escleroso vulvar: comparativo entre propionato de clobetasol, terapia fotodinâmica e laser em baixa intensidade

Processo: 15/05259-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Daniela de Fátima Teixeira da Silva
Beneficiário:Daniela de Fátima Teixeira da Silva
Instituição-sede: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Renata Aparecida Belotto
Assunto(s):Líquen escleroso vulvar  Terapia fotodinâmica  Terapia a laser de baixa intensidade  Clobetasol 

Resumo

O líquen escleroso vulvar (LEV) é uma doença linfócito mediada e de etiologia pouco conhecida que pode ocasionar intenso prurido e estenose, dificultando a evacuação e a micção. Também pode limitar a vida sexual devido à intensa dor e trauma locais. O tratamento padrão para esta doença é o uso de corticosteroide tópico para restringir o sintoma clínico e tentar espaçar os surtos. A terapia fotodinâmica (TFD) que associa a radiação luminosa a um agente fotossensibilizante, bem como a terapia laser em baixa intensidade (TLBI) podem promover no sítio de aplicação respostas imunomoduladoras efetivas por meio de fenômenos fotofísicos e fotoquímicos desde o nível molecular até o sistêmico, as quais encorajam o uso nas dermatoses crônicas. O objetivo será estudar e comparar os efeitos da TFD, da TLBI e do corticosteroide tópico no LEV por meio das respostas clínica, histológica, imuno-histoquímica e espectroscópica. O estudo será prospectivo, randomizado, controlado e realizado com 30 pacientes do setor de Genitoscopia do Hospital Pérola Byington em São Paulo, com diagnóstico histológico de LEV. Haverá 3 grupos com dez pacientes cada. Cada grupo corresponderá a um tipo de tratamento: Propionato de Clobetasol, TLBI e TFD. A evolução clínica será acompanhada por meio de medição da temperatura local, do prurido, pinçamento (atrofia) e aspecto da lesão. Histologicamente as lâminas serão classificadas de acordo com a gradação de Hewitt e terão o ordenamento das fibras colágenas verificado por microscopia confocal e microscopia de luz polarizada. A análise imuno-histoquímica ocorrerá por meio dos marcadores IFN-³, TGF-², CD4, CD8, IL-1, p53, Ki-67, dos colágenos tipo I, III e IV. Por fim, a avaliação espectroscópica será por refletância. Análises estatísticas descritivas e inferenciais serão conduzidas para a comparação entre os grupos e para as associações entre as diferentes respostas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BELOTTO, RENATA A.; CHAVANTES, MARIA CRISTINA; TARDIVO, JOAO PAULO; DOS SANTOS, ROBERTO EUZEBIO; MARQUES FERNANDES, RAQUEL CIVOLANI; RATTO TEMPESTINI HORLIANA, ANNA CAROLINA; PAVANI, CHRISTIANE; TEIXEIRA DA SILVA, DANIELA FATIMA. Therapeutic comparison between treatments for Vulvar Lichen Sclerosus: study protocol of a randomized prospective and controlled trial. BMC WOMENS HEALTH, v. 17, AUG 10 2017. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.