Busca avançada
Ano de início
Entree

16º Encontro Internacional sobre pragmatismo

Processo: 15/16344-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 09 de novembro de 2015 - 12 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Epistemologia
Pesquisador responsável:Ivo Assad Ibri
Beneficiário:Ivo Assad Ibri
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filosofia contemporânea  Pragmatismo 

Resumo

Neste 16º Encontro estarão presentes 08 conferencistas, sendo 07 estrangeiros e 01 brasileiro, além dos respectivos comentaristas brasileiros e estrangeiros. A estrutura do evento, já consolidada em anos anteriores, prevê a participação de um comentador (ao menos) para cada uma das conferências supracitadas. Esses recebem o texto da conferência com antecedência suficiente para preparar um comentário que expresse uma reflexão sobre aspectos relevantes do texto, devendo incluir questões ao conferencista, de modo a principiar o debate, posteriormente extensivo à plateia.Haverá duas Mesas de Discussão, nos dias 10 e 11, coordenadas, respectivamente, por Winfried Nörth (University of Kassel, Alemanha e PUC-SP) e Vincent Colapietro (Pennsylvania State University, Estados Unidos), das quais participarão, na mesa 1, Salma Tannus Muchail (PUC-SP) e Marcio Alves da Fonseca (PUC-SP); na mesa 2, Cecília Almeida Salles (PUC-SP) e Lúcia Leão(PUC-SP).O espaço para as comunicações, inaugurado em 2003, recebe propostas livremente inscritas e submetidas previamente a uma comissão julgadora. Hoje conta com grande interesse do público brasileiro e estrangeiro. Desde 2013 têm sido realizadas seis sessões de comunicações com aproximadamente oito comunicações cada, totalizando quarenta e oito comunicações. O processo de seleção toma por base os resumos das comunicações. Como critérios para seleção adotam-se, primeiramente, a pertinência temática ao pragmatismo e doutrinas correlatas, examinando-se, num plano imediatamente subsequente, a clareza expositiva e conceitual, sua relevância como tema estritamente de conteúdo filosófico e, por fim, seu enquadramento formal dentro dos tempos reservados de exposição. Para a exposição oral das comunicações todos os autores selecionados devem disponibilizar para a comissão organizadora os textos completos em inglês, que serão projetados para o público durante a exposição. Os autores poderão falar em inglês, português, espanhol ou outro idioma. (AU)