Busca avançada
Ano de início
Entree

Gastrosquise fetal: avaliação nutricional materna e do perfil sérico dos ácidos graxos

Processo: 15/09859-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2015 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Maria de Lourdes Brizot
Beneficiário:Maria de Lourdes Brizot
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Marcelo Zugaib ; Marco Aurelio Knippel Galletta ; Rossana Pulcineli Vieira Francisco ; Sandra Frankfurt Centofanti ; Sonia Tucunduva Philippi
Assunto(s):Feto  Gravidez  Ácidos graxos  Gastrosquise  Nutrição da mãe 

Resumo

Gastrosquise é um defeito de parede abdominal com herniação dos órgãos abdominais para o líquido amniótico sem membrana peritoneal recobrindo o conteúdo exteriorizado. A incidência varia de 2-3 até 4-5 para 10.000 NV com aumento significativo nas últimas décadas. Os recém nascidos apresentam boa sobrevida ( 90%), entretanto a morbidade é alta com longos períodos de hospitalização. A etiologia da gastrosquise ainda é desconhecida, é considerada multifatorial, mas a associação com idade materna jovem indica a necessidade de pesquisas envolvendo fatores ambientais, nutricionais e genéticos. Estudos recentes demonstram associação de nutrição inadequada com gastrosquise. Alterações nas concentrações de ácidos graxos também foi associada à gastrosquise. Nestes estudos as avaliações foram realizadas de forma retrospectivas havendo necessidade de confirmação destes achados por meio de investigações prospectivas. O estudo será prospectivo do tipo caso-controle, envolvendo 56 gestantes com diagnóstico pré-natal de gastrosquise, feto vivo e idade gestacional no diagnóstico < 34 semanas. Cada gestante com gastrosquise terá dois controles de gestantes com fetos normais pareadas por idade materna, índice de massa corpórea e idade gestacional. Na ocasião da inclusão no estudo será aplicado o questionário de frequência alimentar e recordatório de 24 horas e coletado sangue materno. No parto será coletado novamente sangue materno e do cordão umbilical do recém-nascido. As concentrações de ácidos graxos serão determinadas pela técnica de cromatografia gasosa. O estado nutricional antropométrico será avaliado pelo índice de massa corporal na gestação e o consumo alimentar será avaliado por aplicação do Questionário de Freqüência Alimentar validado. Espera-se com os resultados auxiliar a esclarecer a contribuição dos aspectos nutricionais na etiologia da gastrosquise fetal. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CENTOFANTI, SANDRA F.; FRANCISCO, ROSSANA P. V.; PHILLIPPI, SONIA T.; GALLETTA, MARCO A. K.; SOUSA, ANA M. S.; RODRIGUES, AGATHA S.; CURI, RUI; BRIZOT, MARIA L. Maternal nutrient intake and fetal gastroschisis: A case-control study. AMERICAN JOURNAL OF MEDICAL GENETICS PART A, v. 179, n. 8, p. 1535-1542, AUG 2019. Citações Web of Science: 0.
CENTOFANTI, SANDRA F.; FRANCISCO, ROSSANA P. V.; PHILLIPPI, SONIA T.; CASTRO, INAR A.; HOSHIDA, MARA S.; CURI, RUI; BRIZOT, MARIA L. Low serum fatty acid levels in pregnancies with fetal gastroschisis: A prospective study. AMERICAN JOURNAL OF MEDICAL GENETICS PART A, v. 176, n. 4, p. 915-924, APR 2018. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.