Busca avançada
Ano de início
Entree

Preditores de desempenho em atividade física e hiperinsuflação dinâmica em pacientes com bronquiectasias

Processo: 15/14638-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2015 - 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Alberto Cukier
Beneficiário:Alberto Cukier
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Frederico Leon Arrabal Fernandes
Assunto(s):Pneumologia  Exercício físico  Bronquiectasia 

Resumo

Bronquiectasias (BQT) caracterizam-se por dilatação anormal e irreversível das vias aéreas e podem ser causada por uma ampla variedade de doenças. Hiperinsuflação dinâmica (HD) é caracterizada por aprisionamento aéreo progressivo, que leva a aumento do volume pulmonar ao final da expiração associado à diminuição da capacidade inspiratória (CI), em situações em que há aumento da ventilação, como no exercício. A HD é um dos mecanismos responsáveis pela dispnéia e redução da tolerância ao exercício em pacientes com condições que levam à limitação do fluxo expiratório, como asma e DPOC. Uma opção para a avaliação de HD é a medida seriada da CI durante as manobras que promovem hiperventilação como um teste de exercício cardiopulmonar incremental. A capacidade de exercício é reduzida em muitos pacientes com BQT. Não há estudos que avaliam a presença de HD em pacientes com BQT e existem poucos estudos sobre a fisiologia de dispnéia nesta população. HD é um importante mecanismo de limitação ao exercício em pacientes com DPOC e pode explicar a dispnéia aos esforços e diminuição da capacidade de exercício em pacientes com BQT. Hipótese: HD está presente em pacientes com BQT. Objetivos: Primários - Avaliar a prevalência de HD em pacientes com BQT. Secundário: Avaliar a capacidade aeróbica nesses pacientes e fatores associados à HD e diminuição da capacidade aeróbica. Metodologia - Pacientes maiores de 18 anos do ambulatório de BQT da Pneumologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP que atendam aos seguintes critérios serão incluídos no estudo: Diagnóstico de BQT confirmado por TC de tórax e concordância em assinar o termo de consentimento livre e esclarecido para participação no estudo. Critérios de exclusão: diagnóstico da fibrose cística, asma, DPOC, aspergilose broncopulmonar alérgica, micobacteriose em atividade e gravidez, incapacidade de realizar testes funcionais pulmonares, tratamento recente (<30 dias) de exacerbação com corticóide ou antibiótico oral, contraindicação aos testes de exercício, limitação ao exercício não relacionada à doença pulmonar (problemas ortopédicos ou cardiovasculares), ressecção pulmonar prévia, tabagismo atual ou história prévia de tabagismo com carga tabágica superior a 10 maços/ano, oxigenoterapia domiciliar prolongada. Dinâmica do estudo: Avaliação da prevalência de HD - Os pacientes serão avaliados sequencialmente e a prevalência de DH será determinada. Variáveis clínicas: dados demográficos e antropométricos: idade, sexo, raça e IMC (Índice de Massa Corporal). Dados clínicos: tempo entre o início dos sintomas ao início do estudo, tempo de diagnóstico da doença, dispnéia (classificação pelo Medical Research Council - MRC). Exames: espirometria, pletismografia de corpo inteiro, teste de exercício cardiopulmonar incremental com cicloergômetro, Oscilometria forçada, TC de Tórax. Análise estatística: Os pacientes serão divididos em dois grupos (presença ou ausência de HD), a partir da análise de medidas seriadas da CI durante o teste cardiopulmonar incremental. Considerando-se uma prevalência estimada na população acessível e população acessível de 366 indivíduos, uma amostra de 113 indivíduos foi estimada com uma margem de erro de 10% e nível de significância de 0,05. Para a análise dos fatores associados dez variáveis candidatas foram incluídas no modelo. O recrutamento planejado é de 120 pacientes no total. Para a análise dos fatores associados com DH e diminuição da capacidade aeróbica, um modelo de regressão logística multivariada será utilizado. Horário: Tempo de estudo - 4 anos no total. Aspectos éticos: Os participantes do estudo assinarão um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. O projeto será apresentado à CAPEPesq Incor - HCFMUSP. (AU)