Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da suplementação com castanha-do-brasil (Bertholettia excelsa H.B.K.) sobre a inflamação, o estresse oxidativo e a expressão de Selenoproteina P e microRNAs em mulheres obesas

Processo: 15/02906-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2015 - 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Silvia Maria Franciscato Cozzolino
Beneficiário:Silvia Maria Franciscato Cozzolino
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Marcelo Macedo Rogero
Assunto(s):Selênio  MicroRNAs  Obesidade 

Resumo

A inflamação e o estresse oxidativo são processos que ocorrem simultaneamente na obesidade e contribuem para o aumento da síntese de mediadores inflamatórios e de espécies reativas de oxigênio e nitrogênio. O mineral selênio (Se), cuja principal fonte alimentar é a castanha-do-brasil (Bertholettia excelsa H.B.K.), possui propriedades antioxidantes e antiinflamatórias. Considerando a importância do processo inflamatório na obesidade e o potencial papel do Se como antiinflamatório por meio de selenoproteinas, o estudo da influência deste micronutriente neste contexto é de grande relevância. Além disso, a investigação de possíveis mecanismos moleculares, como os microRNAs (miRNA), poderão fornecer respostas mais especificas sobre o envolvimento do Se nestas vias. Este trabalho tem como objetivo avaliar o efeito o consumo de castanha-do-brasil como fonte de Se sobre a inflamação, o estresse oxidativo e a expressão de selenoproteina P e de microRNAs em mulheres obesas. Este será um estudo longitudinal prospectivo. Serão selecionadas 50 mulheres obesas, com idade entre 18 e 50 anos, que receberão cerca de 200 µg/Se por dia, por meio da ingestão da castanha-do-brasil, por 60 dias. Serão avaliados, antes e após a intervenção, os parâmetros bioquímicos relacionados ao estado nutricional relativo ao Se, estresse oxidativo, perfil lipídico, marcadores inflamatórios e expressão gênica da selenoproteina P e de microRNAs. O consumo alimentar de Se e macronutrientes será avaliado por meio de três recordatórios alimentares de 24 horas, realizados antes e após a intervenção. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
REIS, BRUNA ZAVARIZE; SILVA DUARTE, GRAZIELA BIUDE; VARGAS-MENDEZ, ERNESTO; PINTO FERREIRA, LUDMILA RODRIGUES; BARBOSA JR, FERNANDO; CERCATO, CINTIA; ROGERO, MARCELO MACEDO; FRANCISCATO COZZOLINO, SILVIA MARIA. Brazil nut intake increases circulating miR-454-3p and miR-584-5p in obese women. Nutrition Research, v. 67, p. 40-52, JUL 2019. Citações Web of Science: 0.
SILVA DUARTE, GRAZIELA BIUDE; REIS, BRUNA ZAVARIZE; ROGERO, MARCELO MACEDO; VARGAS-MENDEZ, ERNESTO; BARBOSA JUNIOR, FERNANDO; CERCATO, CINTIA; FRANCISCATO COZZOLINO, SILVIA MARIA. Consumption of Brazil nuts with high selenium levels increased inflammation biomarkers in obese women: A randomized controlled trial. NUTRITION, v. 63-64, p. 162-168, JUL-AUG 2019. Citações Web of Science: 1.
QUINTANILHA, BRUNA J.; REIS, BRUNA Z.; SILVA DUARTE, GRAZIELA B.; COZZOLINO, SILVIA M. F.; ROGERO, MARCELO M. Nutrimiromics: Role of microRNAs and Nutrition in Modulating Inflammation and Chronic Diseases. NUTRIENTS, v. 9, n. 11 NOV 2017. Citações Web of Science: 17.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.