Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil diferencial de expressão gênica em células do cumulus de mulheres inférteis com e sem endometriose submetidas à estimulação ovariana

Processo: 14/05878-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2015 - 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Paula Andrea de Albuquerque Salles Navarro
Beneficiário:Paula Andrea de Albuquerque Salles Navarro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Caroline Mantovani da Luz ; Daniel Blasioli Dentillo ; Juliana Meola Lovato ; Liliane Fabio Isidoro da Silva ; Rui Alberto Ferriani ; Wilson Araújo da Silva Junior
Assunto(s):Infertilidade feminina  Endometriose  Células do cúmulo  Perfilação da expressão gênica  RNA mensageiro  Sequenciamento de nova geração  Análise de sequência de RNA  Reação em cadeia da polimerase em tempo real 

Resumo

Introdução: Questiona-se um possível papel deletério da endometriose sobre a qualidade oocitária (QO). Como os oócitos humanos são extremamente raros e a sua utilização em estudos invasivos, que impossibilitam a utilização dos mesmos nos procedimentos de reprodução assistida, geralmente não é exequível, a identificação de biomarcadores não invasivos, passíveis de predição da qualidade oocitária, é bastante desejável. Neste contexto, as células do cumulus (CCs) podem ser utilizadas como biomarcadores indiretos de QO. Desta forma, a análise do perfil de expressão gênica em CCs poderá trazer valiosas informações sobre vias desreguladas envolvidas na etiopatogênese da infertilidade relacionada à endometriose, cujo entendimento, favorecerá a investigação do seu papel no prognóstico gestacional e o delineamento de estudos de intervenção terapêutica. Objetivos: Determinar o conjunto de RNAs mensageiros expressos (perfil de transcritos) em CCs de mulheres inférteis sem e com endometriose (estadios I/II e estadios III/IV, com e sem endometrioma) submetidas à estimulação ovariana controlada para ICSI por sequenciamento de nova geração e comparar o perfil dos transcritos entre os grupos propostos. A partir da identificação dos genes diferencialmente expressos, iremos identificar as vias onde estes genes alterados estão envolvidos e correlacionar com a doença e com a infertilidade, realizando a validação dos genes mais promissores por PCR-RT. Metodologia: Serão analisadas no estudo CCs de 4 grupos de pacientes; sendo 1 grupo controle, 1 grupo com endometriose I/II, 1 com endometriose III/IV (sem endometrioma) e 1 com endometriose III/IV (com endometrioma). Todas as pacientes serão submetidas à EOC para a realização de ICSI. Imediatamente após a captação oocitária, as CCs serão isoladas e armazenadas para o sequenciamento de nova geração (RNA-Seq), além disso, serão realizadas análises de expressão de genes alvos selecionados após a análise de bioinformática por PCR em tempo real. (AU)