Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de polimorfismos de nucleotídeo único em microRNAs envolvidos com a suscetibilidade ao glioblastoma multiforme

Processo: 15/03870-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2015 - 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Manoela Marques Ortega
Beneficiário:Manoela Marques Ortega
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Bragança Paulista. Bragança Paulista , SP, Brasil
Pesq. associados: Ander Matheu Fernandez ; Carmen Silvia Passos Lima
Assunto(s):MicroRNAs  Suscetibilidade  Glioblastoma 

Resumo

Glioblastoma multiforme (GBM) é o tumor cerebral primário maligno mais comum. Pacientes com GBM tem uma média de sobrevivência de aproximadamente 14 meses. Devido à natureza patológica e clínica heterogênea do GBM, há muitas tentativas recentes para melhor entender e caracterizar esses tumores em nível genético e molecular. O objetivo deste projeto é identificar polimorfismos de nucleotídeo único (SNPs) em microRNAs (miRNAs) como fator de risco para o GBM. Para realizar tal objetivo, será realizada, pela primeira vez, uma análise global de cerca de 278.000 SNPs localizados em regiões de miRNAs, em 80 amostras de DNA coletadas a partir de tecido tumoral preservados em parafina de pacientes com GBM ao diagnóstico e 80 amostras de DNA coletadas a partir de tecido cerebral normal de indivíduos submetidos a cirurgia para remoção de tumor cerebral, utilizando o Axiom® miRNA Target Site Genotyping Array (Affymetrix). Em seguida, será realizada uma seleção dos SNPs em miRNAs relevantes no GBM em comparação com as amostras de tecido cerebral normal. Após a seleção de SNPs em miRNAs candidatos como fator de risco para a doença, a influência dos diferentes genótipos (homozigoto selvagem, heterozigoto e homozigoto variante) serão validados por meio da PCR em tempo real quantitativo (qPCR) em outras 200 amostras de RNA a partir de tecido tumoral preservado em parafina de pacientes com GBM ao diagnóstico. Também, a qPCR será realizada em amostras de RNA extraídas a partir de dez amostras de culturas primárias derivadas de tecido tumoral fresco obtidos de pacientes com GBM ao diagnóstico e de 60 amostras de tecido tumoral congelados e coletados de pacientes com GBM ao diagnóstico, após cirurgia. Amostras de RNA coletadas a partir de tecido cerebral normal de indivíduos submetidos a cirurgia para remoção de tumor cerebral servirão como controle. Após o estudo da influência dos diferentes genótipos no precursor dos miRNAs acima selecionados, um miRNA relevante e cuja função não foi ainda definida em estudos posteriores, será selecionado para estudos funcionais. Será possível testar até onde o miRNA selecionado poderia ligar-se a região não traduzida (UTR) do mRNA de seu gene predito como alvo (TargetScan). Será possível também verificar o impacto do SNP na expressão do miRNA selecionado e na expressão de seu gene-alvo predito. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BONAFE, GABRIEL ALVES; DOS SANTOS, JESSICA SILVA; ZIEGLER, JUSSARA VAZ; UMEZAWA, KAZUO; RIBEIRO, MARCELO LIMA; ROCHA, THALITA; ORTEGA, MANOELA MARQUES. Growth Inhibitory Effects of Dipotassium Glycyrrhizinate in Glioblastoma Cell Lines by Targeting MicroRNAs Through the NF-kappa B Signaling Pathway. FRONTIERS IN CELLULAR NEUROSCIENCE, v. 13, . (15/03870-1, 17/03064-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.