Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos de produção, percepção e cognição na intersecção fala e canto

Processo: 15/06283-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2015 - 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística
Pesquisador responsável:Beatriz Raposo de Medeiros
Beneficiário:Beatriz Raposo de Medeiros
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Alexsandro Rodrigues Meireles ; João Paulo Serrasqueiro Robalo Cabral
Bolsa(s) vinculada(s):15/23319-8 - Aspectos de produção, percepção e cognição na intersecção fala e canto, BP.TT
Assunto(s):Canto  Cognição  Fonética  Fonética acústica  Fala 

Resumo

A problemática levantada neste projeto é a de que, apesar de intuitivamente sabermos distinguir a fala do canto, há porções de cada um deles em que se percebe a convivência dessas duas realizações, o que sugere que há uma gradação, muitas vezes, no lugar de uma mudança abrupta na produção da fonação e de outros aspectos da fala. O objetivo da pesquisa é, então, colocar em foco alguns aspectos de produção e percepção da fala e do canto que levem a responder o primeiro questionamento originado da problemática proposta: (1) A fala e o canto são fenômenos totalmente distintos entre si? Para isso, três estudos são propostos. O primeiro estudo medirá durações e frequência fundamental de trechos do mesmo texto falado e cantado. O segundo estudo, utilizando os trechos do primeiro será um teste de percepção para designar o estímulo como fala ou canto, com pelo menos duas gradações possíveis entre estas designações. O terceiro estudo será rodar uma rede neural alimentada com aspectos de duração e frequência fundamental (F0) extraídos dos trechos analisados pra verificar sua saída e se ela estabelece diferenças mais ou menos categóricas entre canto e fala. Os resultados da rede neural serão confrontados com aqueles dos dois primeiros estudos. A partir disso, far-se-á uma discussão levando-se em conta aspectos de cognição da fala e do canto. Os resultados esperados são de que poderemos diferenciar fala do canto em termos de estabilidade do aspecto observado. Por exemplo, numa mesma janela temporal, a fala deverá apresentar mais variação de F0 e canto, sendo esse apenas um dos aspectos a diferenciar objetivamente as duas categorias sonoras. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MEDEIROS, BEATRIZ RAPOSO DE; CABRAL, JOAO PAULO; MEIRELES, ALEXSANDRO R.; BACETI, ANDRE A. A comparative study of fundamental frequency stability between speech and singing. SPEECH COMMUNICATION, v. 128, p. 15-23, APR 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.