Busca avançada
Ano de início
Entree

Importância do microRna-106b e do gene C1orf24 para a migração celular em tumores da tiróide humana

Processo: 15/04164-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2015 - 31 de maio de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Gianna Maria Griz Carvalheira
Beneficiário:Gianna Maria Griz Carvalheira
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Janete Maria Cerutti
Assunto(s):Regulação da expressão gênica  Transformação celular neoplásica  Glândula tireoide  Genética molecular  MicroRNAs  Movimento celular  Neoplasias da glândula tireoide 

Resumo

Estudos anteriores do nosso grupo, utilizando SAGE (do inglês, Serial Analysis of Gene Expression) mostraram que a expressão de C1orf24 (Chromosome 1 Open Reading Frame 24) encontra-se aumentada nos carcinomas foliculares da tiroide. A validação por imunoistoquimica demonstrou que C1orf24 é um dos marcadores capazes de distinguir lesões benignas das malignas, sugerindo sua aplicação no diagnóstico pré-operatório dos nódulos da tiroide. Como resultado do projeto FAPESP 2012/02902-9, mostramos que a regulação da expressão de C1orf24 em carcinomas de tiroide é em parte controlada pelo microRNA-106b. Quando o miR-106b foi superexpresso na linhagem de carcinoma da tiroide (WRO), tanto os níveis de expressão de C1orf24 quanto a taxa de migração celular foram inibidos. Assim, o objetivo deste projeto é compreender se a correlação inversa observada entre C1orf24 e o miR-106b é importante para o processo de migração em carcinomas de tiroide e, ainda, verificar se os genes da via de sinalização envolvidos neste processo são modulados por C1orf24. Os genes modulados por C1orf24 da via de sinalização de migração celular serão validados nas diferentes lesões da tiroide, metastásicas e não metastásicas, e correlacionados tanto com a expressão de C1orf24 quanto do miR-106b. Caso os genes das vias de migração estejam alterados nas lesões de tiroide, realizaremos uma série de ensaios in vitro, modulando ectopicamente a expressão de C1orf24, para verificar se estes genes também serão subsequentemente modulados e quais serão seus efeitos na migração celular. Com estes ensaios, pretendemos compreender o papel do C1orf24 e do miR-106b na migração celular durante a carcinogênese da tiroide humana. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.